PIXELS

0

*** Jornalistas há dois meses sem receber salário, telefones cortados e até falta de peças para as rádios irem ao ar – este é o quadro da Fundação Aperipê, que desde janeiro está sob o comando da Secretaria de Comunicação do Governo do Estado.


*** A situação por lá é tão difícil que a Aperipê FM está há um mês fora do ar por causa de uma peça que custa 3 mil reais e até agora não foi comprada.

*** O Prefeito Marcelo Déda divulgou nota oficial, na primeira página dos jornais, quase que como um protesto pela abertura, ontem, Domingo, dos supermercados e outras lojas nos shoppings. Os comerciantes iniciaram a briga jurídica pela abertura do comércio aos domingos, conseguindo uma liminar junto ao desembargador Artêmio Barreto.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais