Placas de sinalização da BR-101 estão sendo furtadas

0
(Foto: Assessoria de Imprensa)

A implantação da sinalização de trânsito possibilita uma maior fluidez do tráfego e desempenha um papel fundamental em relação à prevenção de acidentes. O Código Brasileiro de Trânsito, no seu artigo 88 cita que nenhuma via pavimentada poderá ser entregue após sua construção ou reaberta ao trânsito após a realização de obras ou de manutenção, enquanto não estiver devidamente sinalizada, vertical e horizontalmente, de forma a garantir as condições adequadas de segurança na circulação (BRASIL, 1997).

No documento “Instrução de Plano de Trabalho para Implantação de Sinalização Rodoviária” do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte cita-se sinalização vertical como um processo de sinalização, constituído por sinais gráficos, legendas e desenhos executados no plano vertical, instalados em suportes nas laterais e sobre as vias, destinado a regulamentar, advertir, indicar e educar o trânsito de veículos e pedestres, de forma mais segura e eficiente.

Desta maneira, é de suma importância à existência de placas de sinalização vertical nas rodovias brasileiras, porém, desde outubro de 2011 até a presente data, já foram furtadas 189 placas, compreendidas do KM-153,0 (Estância) ao KM-206,0 (Divisa SE/BA) da BR-101, segundo o Chefe de Engenheira do DNIT, Carlos Alberto Sarmento. Ocasionando assim, um prejuízo para os cofres públicos, pois, será necessário investimento em torno de 30 mil reais para a reposição da sinalização furtada.

Com relação a BR-235, do KM-8,3 (P/ Itabaiana) ao KM-114,8 (Divisa SE/BA), através do Programa PROSINAL, foram investidos aproximadamente 140.000,00 mil reais na instalação de 365 placas de sinalização e 212 dispositivos auxiliares (delineadores) de janeiro de 2011 até fevereiro de 2012, estando em análise o quanto será necessário para recuperar as placas furtadas deste percurso.

Sendo assim, se faz necessário alertar a população para a conservação das sinalizações nas rodovias do Brasil, pois, a mesma previne acidentes, além de ser um alto investimento do Governo Federal.

Fonte: Assessora de Comunicação

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais