PM se reúne com Movimento Não Pago antes de protesto

0

Reunião aconeceu no Quartel Central (Fotos: Portal Infonet)

Representantes da Polícia Militar e do Movimento Não Pago participaram de uma reunião realizada nesta quinta-feira, 20, no Quartel Central Geral (QCG). Durante o encontro, o Comandante da Polícia Militar, coronel Iunes expôs aos manifestantes qual será a forma de atuação utilizada pela polícia durante o ato.

A Cúpula da Polícia Militar estará de prontidão no Quartel Central realizando o monitoramento através das câmeras de segurança que ficam no entorno do centro da cidade, no intuito de identificar possíveis “vândalos”.

De acordo com o comandante Mauricio Iunes, os policiais estarão monitorando todo a movimentação do grupo. “Nós temos cerca de 70 equipamentos de monitoramento e nós iremos identificar essas pessoas. Estaremos trabalhando com o policial de forma velada em todos os locais do evento para que as informações possam ser passada. A população vai se unir a PM no intuito único de nós propiciarmos uma festa pacifica é esse o objetivo da policia e da sociedade”, diz.

Ainda segundo o Coronel Iunes, a polícia atuará apenas nos casos em que houver ações violentas por parte dos manifestantes. “Nossas unidades especializadas estarão preparadas para essas ações, iremos agir com rigor da lei. Aqueles que ultrapassarem a questão da civilidade e cidadania, a PM se fará presente e fará as prisões. Estamos trabalhando todas as redes sociais, trabalhando a nossa parte de inteligência e focando essas pessoas. Inclusive no dia de hoje pessoas se deslocaram para Estância no intuito de comprar pólvora para fazer bombas. Avisamos a essas pessoas, se for encontrados com esse materiais elas serão presas”, garante Iunes.

Demétrio Varjão diz que o objetivo é garantir a segurança dos manifestantes

Para Demetrio Varjão integrante do Movimento Não Pago, essa é a primeira conversa entre a PM e os representantes do movimento. “Pela primeira vez a polícia tenta dialogar com o movimento. O objetivo tanto do Comando quanto do movimento é garantir a segurança dos manifestantes. Vai ter carro de som, panfletos, vai haver passeata pelas ruas do centro, mas só vai ser divulgado os locais no momento do ato. A ideia é que todos sigam pacificamente denunciando a fraude da tarifa de ônibus”, afirma.

Orientações

O Comando da PM pede que os manifestantes evitem ir com máscaras para o protesto. “Vamos conclamar a população que evite a utilização de máscara, qualquer instrumento que possa servir como arma pra que a população possa se deslocar de forma pacifica. Nós sergipanos iremos demonstrar para o Brasil que nós podemos nos manifestar de forma pacifica”, pede Iunes.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais