PM vai intensificar o policiamento em eventos clandestinos

0
Reunião ocorreu para tratar de ações de fiscalização amparadas na recente flexibilização do Decreto Governamental. (Foto: PMSE)

O comandante-geral da Polícia Militar de Sergipe, coronel Marcony Cabral, se reuniu no Quartel do Comando Geral (QCG), na capital, com a secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, com o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Sergipe (Abrasel), Bruno Dórea, e com o diretor da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape/SE), Gustavo Paixão, para tratar de ações de fiscalização amparadas na recente flexibilização do Decreto Governamental de enfrentamento a pandemia da Covid-19.

O coronel Marcony Cabral ouviu atentamente as pautas dos participantes e definiu que vai intensificar o policiamento na capital e no interior a fim de inibir, em especial, os eventos clandestinos que descumprem as normas sanitárias e aglomeram além do permitido, pondo em risco a saúde e segurança de todos. Mas também pediu que os eventos autorizados não descuidem das normas sanitárias e em especial controlem as aglomerações, pois também serão fiscalizados em casos de denúncia.

A secretária de saúde, Mércia Feitosa, foi enfática em dizer que houve uma má interpretação do decreto por parte daqueles que querem burlar a norma. As baladas ainda não estão autorizadas. Os eventos devem seguir as normas sanitárias e as regras do decreto acerca das aglomerações, mas, sobretudo ter bom senso no que tange ao número de pessoas e a capacidade dos ambientes.

O presidente da Abrasel, Bruno Dórea, falou sobre a necessária fiscalização dos bares e restaurantes que cumprem as normas sanitárias, mas pediu que as medidas fossem justas para os demais comércios do segmento, principalmente aqueles informais. Bruno pediu que o horário para bares e restaurantes fosse flexibilizado até 23h, já que essa é uma demanda de seus associados.

O diretor da Abrape/SE, Gustavo Paixão, pediu providência do poder público no tocante a não retroagir na reabertura dos eventos, visto que são os eventos clandestinos que têm descumprido as medidas sanitárias. Eventos como aniversário, casamentos, formaturas podem ser prejudicados, já que estes fazem os eventos dentro das normas estabelecidas pelo poder público.

Fonte: PMSE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais