PMA apresenta Relatório de Impacto do Residencial Mangabeiras

0
Prefeitura de Aracaju apresentou Relatório de Impacto de Vizinhança do Residencial Mangabeiras (Foto: Sérgio Silva)

Em audiência pública realizada na manhã desta quarta-feira, 27, a Prefeitura de Aracaju apresentou o Relatório de Impacto de Vizinhança (RIV) do Residencial Mangabeiras, projeto da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) que prevê a construção de mais de 1.100 residências para abrigar os moradores da antiga ocupação Recanto das Mangabeiras, no bairro 17 de Março.

O secretário municipal do Meio Ambiente, Alan Lemos, explica que todos os empreendimentos de grande dimensão precisam apresentar um RIV, para avaliar, por exemplo, o impacto no meio ambiente, a projeção da circulação de veículos e a mudança que provocará na rotina do entorno.

“O objetivo do RIV é justamente identificar o impacto para que o empreendedor apresente quais medidas mitigadoras serão estabelecidas para minimizá-lo. Por exemplo, se houver um impacto grande na circulação de veículos, será necessário apresentar uma contraproposta, como melhorar a sinalização das vias próximas ao empreendimento”, esclarece o secretário.

O secretário municipal da Infraestrutura e presidente da Emurb, Sérgio Ferrari, destaca que o órgão está responsável por capitanear o projeto de construção do residencial de interesse popular. “Apresentamos o RIV, que estabelece as medidas que serão adotadas para minimizar os impactos desse grande empreendimento, demonstrando para toda a população que é uma obra viável”, salienta.

Entre as ações que serão feitas como compensação, Ferrari detalha que será construída uma avenida para evitar o impacto da circulação e garantir o acesso ao residencial. “Estamos aguardando a criação da Reserva Extrativista para poder dar início ao empreendimento”, antecipa.

Participação popular

Alan Lemos reforça que empreendimentos são bem-vindos, pois criam oportunidades e trazem avanços para a cidade, mas é necessário que o processo seja feito com responsabilidade. Por esse motivo, uma etapa importante é a audiência pública para apresentação do RIV à população.

“O projeto já foi analisado pela equipe técnica da Prefeitura, composta por membros da Sema, da Emurb, da Secretaria de Planejamento e da SMTT. Agora, chegamos a esse importante momento, quando a população é chamada a participar da audiência pública, para que possa se pronunciar e solicitar novos ajustes à proposta”, explica o secretário Alan.

O presidente da comissão do RIV, Rômulo Almeida, afirma que a audiência pública é importante para que a população possa ter conhecimento do que está sendo proposto. “Esse encontro com os moradores é fundamental para demonstrar a transparência do processo. O próximo passo será a apresentação da proposta para aprovação do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano de Aracaju”, pontua.

Bruno Macena, representante das famílias da antiga ocupação Mangabeiras, avalia que a audiência pública foi um momento importante para que a população estivesse a par do processo. “Nós podemos ter acesso ao projeto direto de quem está fazendo, sem ser por uma notícia da mídia ou da rede social, então podemos ver o planejamento e é muito viável que seja feito dessa forma”, comenta.

O morador Jackson Muller, líder comunitário das Mangabeiras, conta que a audiência foi proveitosa para ver o andamento do empreendimento. “É um projeto muito importante da Prefeitura de Aracaju para nossa comunidade. A audiência foi um momento de ver como será a proposta, o que vai ser feito. A comunidade das Mangabeiras está muito ansiosa para ver os avanços da obra”, conclui.

 

Fonte: AAN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais