PMA inicia escalonamento de atividades para reduzir fluxo nos ônibus

0
O prefeito destacou que a expectativa é que outros setores públicos também optem por escalonar o seu funcionamento, além do comércio e dos shoppings centers (Foto: Ana Lícia Menezes/PMA)

A Prefeitura de Aracaju, como forma de reduzir o fluxo de pessoas no transporte público municipal nos horários de pico, fará alterações no funcionamento das repartições municipais.

A medida foi definida pelo Comitê de Operações Emergenciais (COE) e está publicada no novo decreto municipal assinado pelo prefeito Edvaldo Nogueira nesta quinta-feira, 1º. Desse modo, os órgãos da Prefeitura da capital que prestam serviços não-essenciais passarão a funcionar das 9h às 15h, a partir da próxima segunda-feira, 5.

O escalonamento do horário de funcionamento dos serviços da Prefeitura de Aracaju se soma a um conjunto de medidas que a gestão do prefeito Edvaldo Nogueira tem tomado para reduzir as aglomerações no transporte público. Entre as ações, já em execução, estão a disponibilização de 100% da frota de ônibus nos horários de pico, a desinfecção dos terminais e a organização e fiscalização de filas para acesso aos ônibus nestes locais.

Ao mesmo tempo em que alterou o horário de funcionamento da Prefeitura, o prefeito instituiu um grupo de trabalho, formado por secretários municipais, para dialogar com os setores econômicos, cuja intenção é também realizar o escalonamento das atividades privadas.

“Estamos buscando todos os caminhos possíveis para resolver a questão que envolve o transporte público. Temos consciência do problema e estamos buscando alternativas para reduzir as aglomerações nos ônibus nos horários de pico. Após uma série de análises, verificamos que o escalonamento das atividades não-essenciais poderá ser uma medida importante, pois reduz a quantidade de usuários no transporte público entre 6h e 8h e entre 17h e 19h”, afirmou Edvaldo.

O prefeito destacou que a expectativa é que outros setores públicos também optem por escalonar o seu funcionamento, além do comércio e dos shoppings centers. “Dialogaremos com todos para chegarmos a uma boa estratégia que produza resultados efetivos no transporte público”, reiterou.

Medidas restritivas

Além das mudanças no funcionamento da Prefeitura, o decreto municipal manterá as medidas restritivas de combate ao novo coronavírus, em conformidade com o decreto estadual. Desta forma, até o dia 7 de abril, a capital  continuará com o toque de recolher das 20h às 5h. Além disso, nos dias 2, feriado da Sexta-Feira da Paixão, 3 e 4, praias e parques estarão fechados e serviços não-essenciais não poderão funcionar.

A nova resolução autoriza, também, a abertura de igrejas e templos religiosos neste sábado, 3, e domingo, 4, com capacidade máxima de 30%. Já o retorno das aulas presenciais nas redes pública e particular de ensino, foi adiado para 3 de maio. Estabelecimentos comerciais e supermercados deverão encerrar seus expedientes às 19h, como forma de garantir aos trabalhadores que se desloquem até suas residências.

Nos dias 2, 3 e 4, também estará proibida a prática de atividades esportivas coletivas em parques, praças e áreas de lazer, assim como a circulação de pessoas nestas localidades. Também fica proibida a realização de atividades econômicas da faixa litorânea e orlas. As atividades não-essenciais continuam proibidas no fim de semana, com exceção dos serviços de entrega de restaurantes, bares, lanchonetes e similares que estão autorizados a funcionar com o sistema delivery.

Fonte: PMA

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais