Polícia apreende mais de 50 quilos de cocaína e material de campanha

0
PC apreende mais de cinquenta quilos de cocaína e material de campanha eleitoral no bairro José Conrado de Araújo
PC apreende mais de cinquenta quilos de cocaína e material de campanha eleitoral no bairro José Conrado de Araújo (Foto: SSP/SE)

O Departamento de Narcóticos (Denarc) deflagrou operação policial na tarde da última sexta-feira, 23, no bairro José Conrado de Araújo, de combate ao tráfico de drogas na capital sergipana. Investigações iniciadas há poucos dias, após o recebimento de disque denúncia, 181, possibilitou a descoberta de uma residência utilizada para estocagem de grande quantidade de cocaína em Aracaju.

Arma munição e drogas foram encontradas no local (Foto: SSP/SE)

De acordo com a polícia, a moradia era usada para receber carregamentos de narcóticos de outros estados e, a partir daquele ponto, os entorpecentes eram distribuídos para traficantes da grande Aracaju. No local, os policiais civis encontraram cerca de cinquenta quilos de cocaína, seis quilos e meio de maconha, seis balanças digitais usadas para pesagem dos entorpecentes, trinta e oito munições de diversos calibres, duzentos e cinquenta seringas intactas, uma pistola de airsoft, documentos e produtos provenientes de roubos.

Ainda segundo a polícia, foram apreendidos milhares de santinhos de candidato a vereador da capital sergipana.

No local também foram apreendidos santinhos de um candidato a vereador de Aracaju (Foto: SSP/SE)

Os investigadores identificaram, em cada tablete de cocaína, uma imagem de bicicleta em baixo relevo, apontando uma possível marca. As drogas apreendidas já foram examinadas pelo Núcleo de Inteligência e Apoio à Atividade Policial do Instituto de Identificação, na sede do Denarc. O material encontrado será devidamente periciado pelos setores da Coordenadoria Geral de Perícias.

A polícia estima que material ilícito apreendido com a operação do Denarc em cerca de R$ 1 milhão. As investigações prosseguem para identificação de todos envolvidos. Toda e qualquer informação pode e deve ser repassada para o disque-denúncia, 181.

Fonte: SSP/SE

Comentários