Polícia Civil lança projeto que dará mais agilidade ao trabalho investigativo no interior

0

Delegado Fernando Melo (Foto: Arquivo Portal Infonet)
A partir desta quarta-feira, 1º, a Superintendência da Polícia Civil e a Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci) irão implantar o projeto “Coordenadoria do Interior Itinerante”. A iniciativa tem como principal objetivo instalar provisoriamente a sede da Copci nas delegacias regionais, visando uma maior aproximação com as unidades policiais dos municípios, com o Poder Judiciário e com a população local.

De acordo com o superintendente João Batista Santos Júnior, a iniciativa está em estágio inicial e busca proporcionar um atendimento de excelência da polícia investigativa às populações das cidades do interior de Sergipe. “Estamos buscando uma maior eficiência e rapidez nas resoluções de necessidades da Polícia Civil do interior, assim como, aperfeiçoar o atendimento à comunidade, evitando o deslocamento para a capital Aracaju”, explicou.

O planejamento já foi formulado e acontecerá, inicialmente, até o final deste ano. Para o mês de setembro já foram determinadas as datas e locais de visita das equipes da Copci. “Vamos nos deslocar com aviso prévio para as delegacias regionais com toda equipe e estrutura da Copci”, informou o coordenador do interior, delegado Fernando Melo.

Na quarta-feira,1º, os trabalhos serão iniciados na delegacia regional do município de Itabaiana. Serão deslocados os setores de assessoria, coordenadoria operacional, cartório e capturas. No sábado, dia 4, a estrutura será deslocada para a unidade da cidade de Nossa Senhora da Glória. No dia 13 de setembro será a vez do município de Estância.

No dia 15 o projeto será implantado em Maruim e no dia 20 de setembro a estrutura será disponibilizada para a unidade policial de Lagarto. Fechando a agenda do mês de setembro, o município de Propriá será contemplado com a iniciativa. “Os trabalhos serão iniciados às 8h e finalizados às 18h”, explicou Melo.

As equipes da Copci terão uma agenda bastante ampla com a realização de visitas aos fóruns, conselhos tutelares, destacamentos da Polícia Militar e órgãos públicos que mantêm convênios com a Secretaria de Estado da Segurança Púlbica (SSP); blitze nas feiras livres, sede dos municípios e povoados; atendimento à população, líderes comunitários, representantes do Ministério Público, Judiciário, prefeitura e câmara de vereadores; cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensão; reforço no trabalho cartorário das unidades policiais, além de atendimento aos servidores locais e reuniões com delegados regionais, municipais e distritais.

“Este é um projeto piloto que com sugestões e contribuições dos servidores da segurança pública do interior será aperfeiçoado com o tempo de acordo com as necessidades e características de cada delegacia regional. Inicialmente as ações acontecerão até o final deste ano e após balanço geral, onde serão observados pontos positivos e negativos, será avaliado o processo de continuidades das ações”, finalizou João Batista. 

Fonte: SSP

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais