Polícia prende acusados da morte de servidor da Emurb

0

(Fotos: Portal Infonet)

Após quase dois meses de investigações, a polícia apresentou na tarde desta segunda-feira, 20, os suspeitos da morte do funcionário Thiago dos Santos, de 33 anos, morto após levar um tiro nas costas no dia 25 de abril deste ano. Thiago foi assassinado no conjunto Castelo Branco em frente a um posto comunitário da polícia. Os bandidos queriam roubar a sua moto marca e modelo Honda XRE de placa IAF-5231.

Pela participação direta no crime foram presos, Edmílson Caetano, 28 anos, o 'Bimbo', apontado como o autor intelectual do crime, Ramon Fernandes Vieira, 18, 'o invasor' que confessou ser o autor do disparo e Jéferson Tavares, 22, vulgo 'menininho' que pilotava a motocicleta no dia do crime. Além dos três suspeitos, foram presos José Alberto da Silva Melo, 27, 'Beto' proprietário da moto, e Jeandson Pereira dos Santos, 38, o 'Patchola' que adquiriu a arma após o crime em troca de drogas.

Com os suspeitos foram apreendidos 13 aparelhos de telefone celular, além de duas correntes, um punhal, um revólver calibre 38 e uma trouxa de maconha.

Os policiais da inteligência do Comando Operações Policiais Especiais (Cope) da Polícia Civil conseguiram chegar até os suspeitos após algumas denúncias. Na última sexta-feira, 17, Ramon e José Alberto foram presos após praticaram um assalto no município da Barra dos Coqueiros, a partir daí a polícia chegou a prisão dos outros criminosos. Os três acusados de participação direta na morte de Thiago serão incriminados por latrocínio.

De acordo com o delegado Everton dos Santos, coordenador do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), a arma usada no crime foi localizada na casa de outro traficante.

“Na investigação, nós conseguimos localizar essa arma trocada por drogas em outra boca de fumo em poder do Patchola e descobrimos que motocicleta usada no dia do crime, é uma motocicleta vermelha pertencente ao José Alberto”, revela.

Thiago foi assassinado quando saída de casa para o trabalho

Segundo o delegado, a moto da vítima do crime é muito visada por criminosos ligados ao tráfico de drogas. “Por isso é que o traficante, o Bimbo, encomendou o roubo da motocicleta do Thiago, porque é uma ‘300 cilindradas’, e para o tráfico de drogas é a moto mais visada porque dá uma maior rapidez de ação, na entrega das encomendas. Quando a vítima faleceu, ele estava no caminho do trabalho e isso quer dizer que ele foi perseguido desde a saída de sua casa. Eles não conseguiram levar a moto, por isso que a vítima tomou um tiro pelas costas”, conta Everton.

Por Bruno Antunes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais