Polícia procura ciganos acusados de homicídio

0

Cleon dos Santos é um dos foragidos (Foto: Portal Infonet)
A polícia está na busca por dois ciganos identificados como Cleones dos Santos e Cleon dos Santos, mais conhecido como Buri, acusados de terem participado do assassinado de três pessoas na cidade de Itaporanga D’Ajuda, na madrugada desta segunda-feira, 5.

Além das vítimas fatais, identificadas como Edvan Santos Ramos, Ivan Ramos Júnior, ambos também ciganos, e José Adelmo Castor Ferreira, outras cinco pessoas também foram baleadas durante a confusão.

Crime

O crime aconteceu por volta das 2h da manhã, em uma praça localizada nas imediações da linha de trem que corta a cidade. Segundo populares que não quiseram ser identificados, alguns ciganos bebiam em um bar quando começou uma briga por conta do som do carro de um dos envolvidos. “Parece que um cigano jogou um copo de cerveja na cara do outro e aí começou o tiroteio”, relata uma das pessoas ouvidas pela reportagem do Portal Infonet.

Praça onde aconteceu o tiroteio (Foto:Portal Infonet)
Ainda segundo populares, uma das vítimas tentou correr para os fundos de uma lanchonete, mas acabou sendo baleada. “Um foi baleado e correu para tentar entrar no banheiro da lanchonete, mas o outro cigano foi até lá e acabou de matar”, relata um morador.

As informações ainda dão conta de que no momento da fuga, um dos ciganos teria colidido o veículo que conduzia. “Depois que eles atiraram tentaram fugir de carro, mas acabaram batendo em um poste”, acrescenta.

Delegacia

De acordo com delegado Silvio Pereira do Carmo, os homens são os principais suspeitos de terem cometido os crimes. “Por enquanto, o que temos é que esses dois ciganos podem ter disparado os tiros, mas ainda iremos colher depoimentos, ouvir as outras vítimas que estão no hospital”, explica o delegado.

Marca de um dos tiros nos fundos da lanchonete (Foto:Portal Infonet)
Ainda segundo Pereira, outro cigano identificado como Diego dos Santos, 19 anos, que está internado no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), está sendo apontado por testemunhas como um dos autores dos disparos. “Já ouvimos algumas pessoas que acusam o Diego de participação, mas só saberemos depois da investigação completa”, destaca.

Veículos

Os policiais conseguiram apreender dois veículos, o primeiro modelo Gol, de cor vermelha e placa policial JMG 8095; um Corsa preto, de placa policial IAI 229i, além de uma moto marca Honda POP. “O gol está no nome de Cleones, o corsa esta registrado no nome de uma mulher que ainda não identificamos e a moto tem um adesivo com o nome de Diego”, descreve o delegado.

Ciganos

Ciganos se reuniram em frente a casa de uma das vítimas (Fotos:Portal Infonet)
Muita abalada, uma prima dos ciganos assassinados que também não quis ser identificada, relatou que os acusados não eram parentes das vítimas. “Eles não eram parentes não, mas você sabe que cigano é igual a índio, todo mundo pensa logo que é da mesma família”, desabafa.

Ainda segundo a cigana, os dois irmãos que estão foragidos costumam procurar confusão na cidade. “Eles andam em tudo que é festa e sempre arrumam confusão, meus primos não estavam fazendo nada, só bebendo”, lamenta a mulher.

Ela ainda acusa a polícia pela demora na prisão dos dois homens. “Isso aconteceu de madrugada e até agora a polícia tá aqui parada. Eles já estão é longe a uma altura dessas”, reclama.

Parentes dos ciganos mortos se reuniram na casa de uma das vítimas, enquanto aguardavam a chega dos corpos. “O enterro vai ser hoje [nesta segunda-feira, 5] à tarde, mas depois disso nós vamos cobrar justiça. Só quero saber se a polícia vai conseguir prender esses assassinos”, exclama a prima das vítimas.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal(IML), onde familiares compareceram para realizar a liberação para o sepultamento. 

Caso alguém tenha informações do paradeiro dos irmãos foragidos, pode entrar em contato com a polícia através do Disque-Denúncia 181.

Por Alcione Martins e Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais