Polícia retira poder financeiro de grupo acusado de tráfico de drogas

0
Apartamento, veículo e dinheiro foram sequestrados judicialmente após investigação (Foto: SSP/SE)

Em ação e investigação conjunta entre o Departamento de Narcóticos (Denarc), de Aracaju, e a Divisão de Narcóticos da Delegacia Regional de Lagarto, foi feita a retirada de poder de financeiro de um grupo criminoso por meio de sequestro judicial de apartamento, veículo e valores bancários.

As unidades policiais, além do combate tradicional centrado na prisão de criminosos, atua para retirar os meios que permitem às organizações desenvolver suas atividades ilícitas – já que a prisão de membros sem a retirada do poder financeiro gera substituição de integrantes, e não o fim da estrutura criminosa.

A finalidade principal da recuperação de ativos é a retirada de poder financeiro dos grupos criminosos, bem como a de desestimular a prática do delito e retornar o proveito do crime para a economia do país.

Em 21 de maio, as equipes das duas unidades policiais realizaram o cumprimento de mandados de busca e apreensão e prisões em Aracaju, resultando na apreensão de 111 tabletes de substância semelhante à maconha.

O investigado Bruno Santos Duarte foi preso em flagrante. Já o investigado Marcelo dos Santos Arcieri Junior entrou em confronto com a polícia, foi socorrido, mas não resistiu e veio a óbito. Ambos são investigados por integrar uma grande organização criminosa que movimentava toneladas de drogas.

Como resultado das investigações, foram sequestrados valores das contas bancárias, mas o valor exato não será divulgado para não atrapalhar a continuidade das investigações. Com o avançar da investigação, foi representado o sequestro de um apartamento em nome de Bruno, um carro em nome de Marcelo e dos valores bancários em nome de ambos, por serem suspeitos de bens derivados de tráfico de drogas.

Fonte: SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais