Policiais fazem assembléia e visitam capitão Samuel

0

Samuel saiu para receber colegas
Logo após a assembléia que aconteceu no início da manhã desta quinta-feira, 11, centenas de policiais fecharam as ruas do centro de Aracaju ao se deslocarem para o Hospital da Polícia Militar (HPM). Eles visitaram o capitão Samuel, que teve um pré-infarto na última terça-feira.

Na assembléia, ficou definido que os policiais irão trabalhar conforme rege a lei e que decidiram manter o fortalecimento do comandante, que vem procurando intermediar as negociações. Também definiram que cabe a cada policial decidir se vai fazer ou não o curso de direção de emergência, que a grande maioria dos policias não possui e é necessário para dirigir as viaturas.

Policiais caminham em direção do hospital
“É bom que fique claro que para manter a tranqüilidade do Estado, os policiais se submeteram a passar por cima da lei, a exemplo da falta do curso de direção de emergência. E somos nós que seguramos 80% das delegacias do interior enquanto deveríamos fazer o policiamento ostensivo. O policial não tem estímulo, o que queremos  é que o governo sente e resolva de forma tranqüila”, diz sargento Vieira, representante das Associações Unidas.

Visita

Com a chegada dos policiais ao hospital, o capitão Samuel fez questão de sair para prestigia-los. Como ainda não recebeu alta e era a grande a

quantidade de militares, o capitão foi até a porta recepcionar os colegas.

Ele disse que estava muito feliz por causa da visita. “Pena que o comandante e outros coronéis não vieram me visitar e não estão aqui juntos com os demais”, lamentou Samuel, a reportagem do Portal Infonet.

Samuel informou que se sente melhor, mas aguarda o resultado dos exames. O seu médico vem mantendo-o sedado e solicitando que procure ficar longe das discussões em prol do reajuste dos policiais. “Mas o que eu queria é poder sair e me juntar aos colegas”, diz.

Comentários