Político ingênuo

0

“Se Pedrinho Valadares imaginou que o PFL iria fechar, in totum, com a sua candidatura, apenas provou que ele é, ainda, um político ingênuo”. O comentário foi feito ontem por um alto-prócer do PFL que pediu apenas para se manter anônimo para não criar mais problema (o “problema” a que se referia é o deputado Mendonça Prado que chamou Pedrinho de “frouxo” e “covarde” por ter desistido da candidatura). No entender deste prócer político o PFL tem seu lado petista, no campo da fidelidade. “Como se iria confiar num político que até 31 de dezembro estava do outro lado, não votou no candidato do PFL e até traiu o tio, senador Antônio Carlos Valadares, que sempre o elegeu?” “O que Pedrinho deveria ter feito – disse o pefelista – era, durante este ano e quatro meses em que foi secretário, aproximar-se do partido e tentar conquistar a simpatia de suas bases. Não iria conquistar todo mundo, mas cooptando dois ou três já ajudava”, finalizou. Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais