Políticos e autoridades prestigiam lançamento de Cláudio Nunes

0

O espaço térreo da Sociedade Semear, na Rua Vila Cristina, parecia pequeno, ontem, 6, para o número de pessoas que prestigiou o jornalista Cláudio Nunes, que lançava o seu primeiro livro, “A Liberdade de Expressão”, que contém  fragmentos das colunas publicadas no portal Infonet, durante o período eleitoral de 2006, no Estado de Sergipe.

Se aquelas colunas fizeram história, o livro registra, em letra de forma para a posteridade o que ficou conhecido no meio virtual. Lá estava a representação da sociedade sergipana, de Seixas Dórea, o governador deposto em 1964, a Marcelo Déda, o governador eleito que assume em pouco mais de três semanas. Circulando entre eles muitos secretários recém-indicados além de Secretários do Município e do
Fotos: César Oliveira
prefeito Edvaldo Nogueira.

Cláudio Nunes não é só a grande revelação do jornalismo político no Estado, “comparável a Pascoal Maynard”, frisa Ivan Valença na orelha do livro, como é um imprescindível rebelde, “essas rebeldias, assim como é, e como escreve, Cláudio Nunes”, frisa Luiz Eduardo Costa, no prefácio do volume.

Em todos uma opinião única: Cláudio Nunes lega para os sergipanos do futuro o seu testemunho de uma campanha política bem disputada.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais