Praça Camerino: comerciantes são retirados do local

0
Comerciantes já deixaram o local (Fotos: Portal Infonet)

Os proprietários de quiosques da Praça Camerino já deixaram o local conforme determinação do Tribunal de Justiça do Estado, que acatou a liminar em favor da prefeitura municipal de Aracaju, tendo como base o Plano Diretor, que determina que a cada quatro mil metros quadrados da praça, deve se instalar um equipamento (quiosque).

Os comerciantes foram notificados na manhã desta quinta-feira, 23, e no mesmo dia, foram obrigados a retirar os pertences do local. Fiscais da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) estiveram no local para garantir que decisão fosse cumprida. Caminhões do órgão também foram disponibilizados para levar os pertences dos comerciantes até os locais indicados por eles.

Márcio Henrique da Rosa, que há 16 anos possui uma lanchonete no local, lamenta a postura da justiça diante da situação. “Procuramos a justiça e não deu em nada. Infelizmente, estou desempregado. Para resolver o problema aqui da praça levaram três meses, mas para julgar os políticos corruptos é assim”, desabafa o comerciante que recebeu auxílio de um morador da localidade, que cedeu sua garagem para o armazenamento dos equipamentos.

A desocupação é uma determinação da justiça

Caminhões da Emsurb no local

Alguns clientes que chegaram ao local em busca de lanche foram surpreendidos com a notícia da retirada. É o caso de Gildevan Martins, que trabalha em uma loja do comércio do centro. “Vim de longe atrás de um lanche e agora vou ter que procurar de novo. Não acho justo que eles sejam retirados. Se retirar um, tem que retirar todos”, opina.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais