Prefeito discute situação do terminal Luiz Garcia

0

Situação do Terminal Luiz Garcia será discutida, ainda, com a SMTT (Fotos: Arquivo Infonet)
As entidades ligadas ao segmento comercial de Aracaju foram recebidas na tarde desta terça-feira, 11, pelo prefeito Edvaldo Nogueira para abrir um canal de discussão sobre o deslocamento do transporte intermunicipal do Terminal Rodoviário Luiz Garcia (rodoviária velha) para o Terminal Rodoviário José Rollemberg Leite. O objetivo é desafogar o trânsito da região e dar continuidade ao projeto de revitalização do Centro da cidade.

Segundo o prefeito Edvaldo Nogueira, a iniciativa da prefeitura de convocar as entidades comerciais teve como objetivo ampliar o diálogo com os setores envolvidos da sociedade e em seguida realizar um estudo para avaliar os impactos da mudança do fluxo de transporte do terminal no comércio. “Queremos melhorar a mobilidade urbana da região, sem que ocorra esvaziamento do Centro, assim como aconteceu com outras capitais, a exemplo de Recife e São Paulo, e conduzir o processo de revitalização de modo que todos sejam beneficiados”, afirmou.

Edvaldo Nogueira abriu canal de discussão sobre o caso
Ficou acertado que uma nova reunião será realizada na primeira semana de fevereiro, desta vez entre os empresários e os técnicos da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano, Transporte e Saneamento. Na ocasião, a prefeitura deve apresentar para o segmento empresarial o planejamento inicial da transferência para que novas contribuições sejam dadas ao projeto.

Para o presidente da Câmara de Dirigentes dos Lojistas de Aracaju (CDL), Samuel Schuster, a reunião foi proveitosa. “Diante da postura democrática do prefeito, que mais uma vez ouviu a opinião do empresariado local, aguardamos a retomada das discussões na próxima reunião, que deve acontecer após o Pré Caju. O Centro comercial de Aracaju nunca esteve tão pujante como está agora. Exemplo disso é que não há pontos disponíveis para aluguel e no Natal as vendas superaram todas as expectativas. Estaremos juntos para que esse ciclo de vitalidade continue”, destacou.

Contribuição

Segundo o presidente da Federação de Câmaras de Dirigentes Lojistas de Sergipe (FCDL/SE), Gilson Figueiredo, o próximo encontro será decisivo para que o segmento empresarial entenda o que está sendo planejado para a região e assim possa dar sua contribuição. “O Centro de Aracaju é formidável. Não há um centro no nordeste como o de Aracaju: organizado, bem cuidado, pujante e com excelente potencial de vendas grande. Um exemplo disse é que as lojas de departamento, como C&A, Americanas, Explanada e Riachuelo, vendem muito mais no Centro do que no shopping”, argumentou.

O representante do Fórum Empresarial de Sergipe, Juliano César, elogiou a iniciativa do prefeito em convocar as entidades ligadas ao comércio para discutir a mudança na rodoviária velha.  “Nossa preocupação é que a transferência dos ônibus acabe diminuindo o fluxo de pessoas no comércio da área do Centro. Mas com o envolvimento da prefeitura e dos setores interessados, tenho certeza de que encontraremos uma saída que atenda a todos”, disse.

Estudos

A SMTT e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano, Transporte e Saneamento devem iniciar até o ano que vem os estudos de impacto e o levantamento das providências a serem tomadas em relação ao deslocamento dos ônibus que fazem o transporte intermunicipal do Terminal Rodoviário Luiz Garcia para o Terminal Rodoviário José Rolemberg Leite. Só depois será elaborado um projeto que atenda aos interesses da maioria. A mudança atende solicitação do Ministério Público Estadual e contou com a adesão da prefeitura, que pediu um prazo até o primeiro semestre de 2011 para apresentar uma proposta que melhore a mobilidade urbana ao mesmo tempo que mantenha o vigor do comércio.

O objetivo maior da transferência é ajudar a desafogar o trânsito na região e contribuir com o processo de revitalização do Centro, iniciado com a reforma da Praça Fausto Cardoso e do Palácio-Museu Olímpio Campos. Importantes pontos históricos de Aracaju devem começar a ser revitalizados até 2012, como o prédio da Alfândega, o Palácio Ignácio Barbosa e a praça General Valadão. Os recursos virão de uma parceria entre o município e a União, formalizada durante assinatura do Acordo de Preservação do Patrimônio Cultural com o Ministério da Cultura (MinC) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Presenças

Participaram da reunião com o prefeito Edvaldo Nogueira o secretário chefe de Gabinete, Bosco Rolemberg, e os representantes do Fórum Empresarial de Sergipe, CDL, Associação Comercial, e Federação de Câmaras de Dirigentes Lojistas de Sergipe, além de empresários que têm negócios próximos à rodoviária velha.

Fonte: PMA

Comentários