“Prefiro assaltar banco que um pobre”, diz acusado a PM

0

O comandante Rivaldo diz que é importante a denúncia (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Nesta terça-feira, 11, policiais do Grupamento Tático de Motos (Getam) conseguiram prender um homem acusado de ter assaltado uma concessionária de veículos e pelo menos dois pontos Banese na capital. De acordo com o comandante do Getam, capitão Rivaldo Santos, a polícia estava a procura do acusado desde a semana passada quando Antônio Carlos da Silva Andrade assaltou o ponto Banese da Junta Comercial de Sergipe. O fato ocorreu na semana passado no último dia 6 e foi mostrado pelo Portal Infonet.

No final de semana a polícia chegou a receber informações de que o acusado estava no município de Lagarto, mas o Getam não teve sucesso nas buscas.

Na manhã de hoje, o acusado estava tomando banho de sol na porta de casa, localizada no bairro América na rua Nicarágua quando foi abordado pelos policiais. De acordo com o comandante no momento da prisão Antônio Carlos negou que tivesse envolvimento com os crimes, mas após a polícia afirmar que possuía imagens da ação criminosa, o acusado confessou os crimes e disse para a polícia que “Prefiro assaltar um banco do que um pobre[sic]”.

O comandante disse que no momento da prisão a polícia apreendeu munições na casa do acusado. As munições estavam escondidas em um vaso de farinha. Um homem que estava na casa comprando as munições também foi abordado pela polícia e levado para o Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), mas foi ouvido e liberado, de acordo com o Getam.

O comandante disse ainda que a polícia deve investigar se o acusado estava escondendo armas de fogo e a origem das munições. O acusado teria afirmado, no momento da prisão que as munições pertenciam a um sargento.

    
Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais