Premiados nas outras categorias

0

O Curta-Se atribuiu prêmios também ás categorias vídeo e 16mm. O melhor vídeo oficial foi o sergipano “Poesias Capilares”, de Andreza Poconé. Menção honrosa foi para o vídeo sergipano “As Desventuras de Claustro”, de Bruno Barros.

Prêmio especial de vídeo foi atribuído ao baiano “Caçadores de Saci”, de Sofia Figueiredo. Dois filmes saíram com os títulos de menção honrosa: o brasiliense “Oiticica”, de José Geraldo e ao fluminense “Quando um Burro Fala”, de Aurélio Aragão e Roberto Robalinho.

Na categoria 16mm. o júri oficial escolheu o paulista “Concerto número 3”, de Marcos Dutra, enquanto o júri popular preferiu o carioca “Cólera”, de Leandro Davico.

O Curta-SE teve este ano, um número recorde de inscrições na categoria vídeo: nada menos que 320 títulos. Foi possível então realizar um festivalzinho, com filmes para a criançada e também fazer um festival de cinema sergipano, do qual participaram seis títulos.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais