Presidiário comandava tráfico de dentro do presídio

0
Armas e drogas apreendidas pela Polícia (Foto: Portal Infonet)

A polícia sergipana, através do Departamento de Narcóticos da Policia Civil (Denarc) e da Divisão de Inteligência e Planejamento Operacional (Dipol) desarticulou uma quadrilha que atuava no tráfico de drogas em Sergipe. Após a operação, a polícia constatou que o líder da quadrilha é o presidiário Bruno Almeida Cruz, que cumpre pena no presídio de Tobias Barreto. Seis pessoas foram presas, dentre elas um menor de 17 anos e duas mulheres.

Com a quadrilha, os policiais apreenderam 12 quilos de cocaína, uma pistola calibre ponto 40, 34 munições do mesmo calibre, seis cápsulas plásticas contendo cocaína, duas balanças de precisão, uma prensa e vários moldes utilizados na prensa. Os policiais apreenderam também a quantia de mais de R$ 45 mil em espécie.

Os suspeitos foram presos num posto de combustível na capital sergipana. São eles, os baianos José Roberto Carlos dos Santos Filho, de 34 anos, e Mário Coelho dos Santos, de 33 anos. Ambos estavam na companhia de Sergipano Eduardo Monteiro da Silva, 28 anos, vulgo “Duda”. Após a prisão do trio, a polícia se dirigiu ao conjunto Rosa Elze, onde apreenderam as pistolas e as munições. No local foi presa a namorada de Eduardo, Dayana dos Santos Oliveira, de 25 anos. Wesley de Almeida Alcântara, 24 anos, e seu irmão de 17 anos, também foram presos no Bairro Sanatório, onde foram apreendido cerca de R$ 45 mil, mais um veículo Fiat Uno de placa Policial OER 48-93, cor preta.

O delegado do Denarc, Marcelo Cardoso, confirmou que a quadrilha estava sendo comandada pelo Bruno, de dentro do presídio e lamentou o ocorrido. “Estamos investigando a quadrilha há 3 meses e tivemos a notícia de que chegaria um carregamento de droga encomendada pelo chefe da quadrilha que é o Bruno, que cumpre pena na penitenciária de Tobias Barreto. Já é bastante recorrente que presidiários tem essa facilidade de comandar de dentro dos presídios. É um problema que precisa ser resolvido de imediato. A sensação é de enxugar gelo porque fazemos um trabalho árduo de investigação e no presídio eles conseguem essa facilidade. A sensação é de dever não cumprido”, lamenta o delegado.

A polícia chegou também até a namorada de traficante e prenderam Bruna Fernanda de Souza Santos Vitorino, 18 anos, namorada do presidiário Bruno. A prisão aconteceu na casa da avó da jovem no bairro Cidade Nova. No local, os policiais encontraram um revólver calibre 38, uma pistola calibre 380, uma espingarda calibre 28 e R$ 2.230,00 em dinheiro.

Por Eliene Andrade

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais