Presídios: após crise, Força Nacional continua no Estado

0
Presídio de Glória (Foto: Arquivo Infonet)

Após a crise nos presídios sergipanos, que culminou na fuga de 47 detentos, no último dia 11 de junho, mais de 60 homens da força Nacional foram acionados para auxiliar na segurança dos presídios. Os homens permanecerão no Estado até a última ordem, garante a Secretaria de Justiça, através de sua assessoria de comunicação.

A Sejuc informou ainda, que os agentes da Força Nacional foi, requisitados pelo governador Jackson Barreto, estão atuando nos presídios de Tobias Barreto e Nossa Senhora da Glória. “A Força Nacional continua nos presídios até a última ordem. Os agentes voltaram às atividades e estão sendo auxiliados pela Polícia militar”, explica Marinho Tiba, assessor da Secretaria.

Questionado se agentes penitenciários serão sofreram punições por conta do ato, o assessor ressalta que foram abertos inquéritos administrativos para apurar.

Fuga

Após a fuga de 47 presos, 26 foram recapturados. “Até agora 26 dos 47 fugitivos já voltaram para o presídio”, diz.

Por Eliene Andrade

Comentários