Preso estelionatário que aplicava golpes pela internet

0

(Foto: Ascom SSP/SE)

Foi preso com autorização da Justiça na cidade Estância na última sexta-feira, 15, o estelionatário Jefferson Santana Costa, 20 anos, acusado de aplicar dezenas golpes em consumidores de vários Estados do Brasil, que  realizam compras pela internet.  De acordo com Hilton Duarte, Jefferson ofertava produtos eletrônicos em sites de venda, principalmente o Mercado Livre e o Kabum, com preços de até 60% do valor de mercado e oferecia às vítimas que comprassem por meio de boleto um desconto mais do que atrativo.

“Após convencer as vítimas, Jeferson realizava compras pessoais em outros sites, falsificava os boletos e enviava para que as vítimas pagassem outro boleto de uma compra feita por ele em outros sites. No entanto, os seus clientes acreditavam que estavam pagando o produto anunciado, quando na verdade estavam pagando por um produto de interesse pessoal do acusado ”? informou Duarte.

Após perceber que se tratava de um golpe, as vítimas denunciavam o vendedor no próprio site, que bloqueava seu perfil, impedindo que ele realizasse novas vendas. “Entretanto, pela falta de fiscalização, ele criava outro perfil, já que o site não é rigoroso nessa criação, exigindo apenas apelido, senha e email e continuava aplicando os golpes”, constatou o delegado.

O delegado ressalta que o estelionatário cometeu deslizes ao enviar alguns boletos com seu  nome e endereço para as vítimas pagarem. Vários clientes procuram a polícia em São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo.  A Delegacia de Estância recebeu dezenas de relatos dessas vítimas “Com base nessas informações foi representado pelo mandado de busca e apreensão domiciliar. ? Passamos a monitorar a entrega de novos produtos e no último dia 15, após receber um novo produto, oriundo da fraude, foi possível prendê-lo em flagrante por estelionato”,? acrescentou o delegado.

As investigações apontaram que o acusado criava um perfil diferente várias vezes ao dia sempre que anunciava uma oferta. “Os produtos que chegavam em sua casa eram utilizados para consumo ou revendidos para o Brasil inteiro, todos os dias”? relatou.

Falha do sites

O espaço utilizado por Jefferson para cometer os delitos é um meio onde compradores e vendedores comercializam livremente, sem interferência do organizador do site. “Aproveitando-se dessa situação e da falha operacional dos sites de vendas, que não conferem o Protocolo de Internet (IP) do computador do vendedor, apenas o seu login, então ele criava vários perfis e continuava enganando as pessoas”, declarou o delegado.

A próxima fase da investigação será contactar os sites de vendas para saber quantos perfis falsos Jefferson criou e quantas negociações ele efetuou. “A partir do momento que tivermos acesso a essa informação saberemos quantas pessoas ele enganou, bem como o tamanho do prejuízo financeiro que ele provocou”. Jefferson está preso à disposição da Justiça.

Fonte: Ascom SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais