Preso suspeito de roubar estabelecimento comercial no Santa Maria

Caso ocorreu no momento em que os funcionários estavam fechando o local

A 9ª Delegacia Metropolitana (9ª DM) prendeu um dos suspeitos do roubo contra um estabelecimento comercial de alimentação localizado na avenida Tiradentes, no loteamento Marivan, no bairro Santa Maria, em Aracaju.

A prisão, que contou com o apoio da Coordenadoria de Polícia Civil da Capital (Copcal) e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), foi divulgada nesta terça-feira, 19.

De acordo com as informações policiais, o procedimento investigativo policial foi instaurado mediante portaria. O objetivo da investigação foi apurar o crime de roubo com arma de fogo praticado contra um estabelecimento comercial de alimentação, dois funcionários e o vigilante.

No dia 20 de novembro do ano passado, por volta das 23h, os funcionários da loja estavam dentro do estabelecimento comercial para fechamento do local. Nesse momento, o vigilante fazia a proteção da porta do local.

Nesse momento, todos foram surpreendidos pela aproximação de dois homens, sendo que um deles portava uma arma de fogo, com a qual rendeu o vigilante o colocando no chão.

Logo em seguida, o suspeito que estava com arma em punho entrou na loja e passou a exigir a renda, ao passo em que seu parceiro mantinha o vigilante sob sua guarda, aproveitando para subtrair seu aparelho celular.

Diante das ameaças de atirar contra os funcionários, os suspeitos conseguiram a renda de R$ 600, uma caixinha de som e o notebook da empresa.

Além desses objetos, os suspeitos levaram a motocicleta do vigilante, veículo utilizado para fuga. Antes de partir, porém, ao perceberem que as vítimas estavam na porta do estabelecimento, o homem armado retornou para ameaçar todos, determinando que entrassem na loja e deitassem no chão.

Após o crime, as vítimas denunciaram o crime e foi aberto o inquérito policial. Foram colhidos os depoimentos dos funcionários e de testemunha.

Com os relatos, foi possível identificar um dos suspeitos do crime. Ele foi preso e já se encontra à disposição da Justiça para adoção das medidas legais cabíveis ao caso.

A Polícia Civil solicita que informações e denúncias sobre os suspeitos do crime sejam repassadas à polícia por meio do Disque-Denúncia no telefone 181. O sigilo é garantido.

Fonte: SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais