Preso teria cometido suicídio no Huse

0

Na madrugada desta sexta, 4, o presidiário João Batista Araújo, 37 anos, que estava internado no Hospital de Urgências de Sergipe (Huse), morreu sob forte suspeita de suicídio. Ele, que era soropositivo, teria utilizado a mangueira pela qual recebia soro para se enforcar.

De acordo com informações dos funcionários do maior hospital público do Estado, João estava sendo medicado em uma área de isolamento, destinada a pacientes desse tipo. Um policial e uma equipe de enfermagem o monitorava por uma janela de vidro, mas ninguém teria visto o exato momento em que ele morreu.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e passará por perícia dos médicos legistas. Apenas eles podem confirmar se houve mesmo o suicídio.

Histórico

João Batista estava custodiado no presídio de Areia Branca (SE) onde cumpria pena acumulativa de 41 anos por três estupros e um roubo. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc) João foi abandonado pela família, já que durante os últimos anos não recebia nenhuma visita.

Por Glauco Vinícius

*A reportagem foi alterada às 10h54 de 04/09/2009 para acréscimo de informações

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais