Presos acusados de matar inocente por disputa no tráfico

0
Luiz Felipe (pai criança) e Felipe Roberto (tio) (Fotos: Portal Infonet)

Foram apresentados nesta quinta-feira, 16, Luiz Felipe Andrade Santos, 23 anos, conhecido como “Frangão” e Felipe Roberto dos Reis, 21 anos, conhecido como ”Flocão”. Ambos foram presos na última quarta-feira, 15, e são acusados de assassinar Alisson Augusto Bispo dos Santos no dia 22 de dezembro de 2012.

Na época, uma criança de um ano e meio que é filho de Luiz Felipe [Frangão] foi morta por quatro indivíduos que queriam assassinar Felipe Roberto [Flocão] que é tio da criança e que é envolvido com tráfico de drogas. Ao chegarem na residência, como não encontraram o tio da criança, fizeram disparos, onde a criança veio à óbito.

De acordo com a diretora do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), a delegada Tereza Simony, os crimes foram motivados por disputa de tráfico de drogas. “Durante as investigações, soubemos que o flocão [Felipe Roberto] é envolvido com tráfico de drogas e havia uma disputa com seus rivais. Em razão disso, os quatros foram a sua procura para matá-lo. Como não o encontraram, começaram a atirar aleatoriamente e atingiram a criança que morreu dois dias depois no Huse”, conta.

Delegada Tereza Simony diz que mortes foram motivadas por tráfico de drogas 

Ao tomarem conhecimento da morte da criança, e segundo a polícia, tomados por forte emoção, pai e tio foram até a residência dos acusados para matá-los. Em uma das residências, encontraram apenas Alisson Augusto, primo de um dos quatro acusados que foi morto a tiros por vingança dos parentes da criança.

Os suspeitos de efetuarem a morte da criança foram identificados como Geanderson Jorge Bispo dos Santos; Alan Lima Araujo; Renan Renilson da Silva e Clécio Augusto Bispo dos Santos. Todos foram presos ainda em 2013 e continuam custodiados no sistema prisional.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais