Presos homens que estupraram e mataram idosa

0

Antônio Carlos Silva de Jesus, o 'Popó' (Fotos: Ascom SSP/SE)

A Polícia Civil de Sergipe prendeu nesta quarta-feira, 20, um homem identificado como  Antônio Carlos Silva de Jesus, o 'Popó', 23 anos, e apreendeu um adolescente de 17, apontados como autores do estupro e do assassinato da trabalhadora rural aposentada Laurinda Ferreira, 79 anos.  O inquérito que apura a participação de cada um no crime está em andamento, mas segundo o coordenador da Delegacias do Interior, delegado Everton Santos, foi o adolescente que arrastou a idosa para o matagal, enquanto o adulto teria ficado no interior da casa.

O crime ocorreu na noite do último domingo, 17, no povoado Taboa de Cima, em Santa Luzia do Itanhy, distante 76 km de Aracaju. De acordo com a delegada Fabiana Dórea, a senhora estava em casa com o filho de 41 anos de idade, quando o adolescente entrou na casa após derrubar a porta. O primeiro a ser agredido foi o rapaz, que recebeu vários chutes, tapas e pontapés. A vítima também foi atacada com vários golpes de panela de pressão na cabeça,  ficando com um grave ferimento, mas, mesmo assim, conseguiu fugir para pedir ajuda na vizinhança.

Delegada Fabiana

Segundo a polícia, foi nesse momento que o adolescente pegou a idosa pelo braço, arrastou até o mato e a estuprou. A idosa teve os membros superiores e inferiores (braços e pernas) quebrados e foi conduzida em estado grave para o Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), onde veio falecer na manhã da última terça-feira. Os dois infratores foram presos em povoados de Santa Luzia e Estância e conduzidos à Delegacia Regional.

A delegada Fabiana ressalta que os motivos do crime vão ficar claros ao final do inquérito, porém já existem alguns pontos que podem evidenciar a verdadeira motivação. “A mãe de Popó namora com o filho da idosa assassinada há 11 anos, mas o acusado nunca aceitou o relacionamento da mãe, porque o padastro oferecia bebida a genitora e o Popó não aceitava”, explicou a delegada.

Consta na peça que Popó é muito amigo do menor e que havia uma intriga entre o filho da vítima e Antônio Carlos. A delegada destaca que o filho da idosa, Popó e o adolescente estiveram à noite inteira bebendo em um bar e permaneceram em comemoração até às 19h do domingo, ou seja, duas horas antes do fato. “O menor já respondeu por um ato infracional por maus tratos de animais. Popó imputa o estupro ao menor este se defende dizendo que apenas roubou a casa, mas não fez o estupro”, contou Fabiana.

Fonte: Ascom SSP

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais