Professores de Capela decidem o destino da paralisação

0

Os educadores da rede municipal de Capela completam nesta sexta-feira, 14, o quinto dia de paralisação. Durante a manhã os professores realizarão assembléia para definir se continuam o movimento de paralisação.

Dentre os motivos da paralisação estão: a falta de legislação para regulamentar a carreira dos professores, o descumprimento do Estatuto do Magistério, a insuficiência de material didático e a falta de transparência com o gasto dos recursos da Educação.

Em diversas reuniões que já contaram com a presença do deputado federal Iran Barbosa e membros do Ministério Público, a prefeitura se comprometeu a cumprir o que diz a lei em relação a prestação de contas dos gastos do recursos da Educação, mas até agora nada aconteceu. Além disso, os docentes lutam há três anos para tentam resolver com o prefeito Manoel Messias, o Sukita, a situação do Plano de Carreira do Magistério.

Os professores denunciam ainda que as escolas estão com péssimas condições de infra-estrutura prejudicando o processo de ensino e aprendizagem. A exemplo do anexo da Escola Municipal Antônio Ferreira, onde os alunos da pré-escola estão tendo aulas em uma casa de pequenas dimensões, onde não há espaço para refeitório e há somente um banheiro para uso de todos os alunos e professores.


Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais