Promotor morreu após desentendimento em pousada, diz SSP

0
Fato ocorreu nesta pousada do bairro Santo Antônio (Foto: Portal Infonet)

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou, na manhã desta segunda-feira, 10, que a Polícia Civil irá investigar as causas da morte do promotor de justiça e ex-prefeito de Japoatã, Gilmarcos Evangelista de Alcântara, 66, em uma pousada no bairro Santo Antônio, em Aracaju.

De acordo com informações preliminares, a vítima, que estava acompanhada de outra pessoa, seguiu para pagar a conta quando teve um desentendimento no local e começou a passar mal. O acompanhante do promotor se retirou do estabelecimento. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionado, mas a vítima não resistiu e morreu.

Ainda segundo a SSP, o laudo do Instituto Médico Legal aponta que o óbito foi decorrente de causa natural, por problema cardíaco, caracterizando uma miocardiopatia. Não houve sinais de violência no corpo da vítima.

Mais detalhes serão esclarecidos no inquérito que pela diretora do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a delegada Thereza Simony.

Com informações da SSP

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais