Protesto barra tráfego e reduz movimento nos terminais

0

Fluxo de ônibus dentro dos terminais é cada vez menor durante manifestação (Fotos: Portal Infonet)

Passageiros lotaram ônibus temendo bloqueio das ruas

Catracas e guaritas fora fechadas do terminal do Centro

Cavalaria faz a guarada em pontos estratégicos

A manifestação Acorda Aracaju interferiu no tráfego de veículos e no movimento nos terminais de integração em toda a capital. Na avenida Ivo do Prado, agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) desviam o curso dos carros, bloqueando o acesso a partir da praça Fausto Cardoso. Nos terminais, passageiros aguardam em longa espera pela chegada dos ônibus, que não conseguem ter acesso ao local.

O cobrador Antônio Abreu explica a situação no terminal do Centro. “Parou tudo. Nenhum ônibus chega, o fluxo está interrompido desde as 15h. Chegou a ordem para que a gente feche as guaritas e as catracas para que o pessoal não fique preso aqui. Tem gente preferindo pegar qualquer ônibus com medo de não conseguir voltar para casa mais tarde”, diz.

Os poucos ônibus que ainda circulam deixam os terminais abarrotados, e quem prefere permanecer tem de esperar por muito tempo até a chegada de outro transporte. É o caso de Ane Érica, que esperou por mais de 1h para chegar até a avenida Saneamento. “Ninguém falou nada sobre a interrupção do tráfego, então não tinha como a gente saber que ia esperar tanto tempo. Dá até medo de ficar na rua, por que a tendência é que a via fique ainda mais cheia”, relata.

No terminal dos Mercados, o número de ônibus é reduzido, bem como a quantidade de usuários. Quem saiu do trabalho teve dificuldades em voltar para casa utilizando o transporte coletivo. Em pontos estratégicos em torno dos terminais, policiais da Cavalaria cobrem a área para evitar transtornos.

Por Nayara Arêdes e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais