Quadrilha é desarticulada em Laranjeiras

0

Uma operação das Polícias Civil e Militar desarticulou na madruga da última sexta-feira, 10, na cidade de Laranjeiras, distante 20 km de Aracaju, uma quadrilha de traficantes de entorpecentes e homicidas. A estrutura para cumprir os mandados de prisão dos quatro traficantes, identificados pelos apelidos de ‘William’, ‘Negão’, ‘Sheila’ e ‘Bocão’, este último encontra-se foragido, contou com a participação de seis delegados e 24 policiais civis e militares.

De acordo com o delegado de Laranjeiras, Hugo Leonardo, a quadrilha começou a ser investigada em outubro do ano passado quando eles mataram a desempregada Maria Aparecida Alves dos Santos, 28 anos, que era usuária de drogas. A informação é que Maria Aparecida contraiu uma dívida muito alta com os traficantes e não tinha como pagar os débitos.

Percebendo que a vítima não tinha dinheiro para pagá-los, os traficantes então resolveram matá-la, atraindo-a para uma casa na rua Boquim, periferia da cidade, com a promessa de que iam consumir crack a noite inteira. No local, ‘Bocão’ a matou a golpes de faca com ajuda de Sheila e William. O corpo foi jogado no quintal da residência. Após o crime, eles fugiram da cidade e retornaram no final de 2008 depois de acharem que a polícia não estava investigando o crime.

No inquérito aberto para apurar o homicídio, a polícia constatou que o motivo do crime estava ligado às dívidas de drogas e que os acusados eram os principais responsáveis pela manutenção de ‘bocas de fumo’ na cidade. “Solicitamos ao juiz da comarca de que autorizasse a prisão dos acusados com base nas provas colhidas e a partir da comprovação de um homicídio”, disse o delegado.

Na última sexta-feira, as equipes policiais coordenadas pelos delegados de Nossa Senhora das Dores, Areia Branca, Rosário do Catete, Carmópolis, Pirambu e Laranjeiras dividiram-se e partiram para endereços diferentes. ‘William’, ‘Negão’ e ‘Sheila’ foram presos em casa, mas ‘Negão’ não foi encontrado e continua foragido. A polícia não encontrou crack em posse dos traficantes. A verdadeira identididade deles será confirmada nesta segunda-feira, dia 12, pela Polícia Civil.

Fonte: SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais