Parte do quartel da PM está interditado por risco de desabamento

0
Prédio tombado pelo patrimônio cultural foi interditado parcialmente (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Parte do Quartel Geral da Polícia Militar condenada pela Defesa Civil do Estado de Sergipe na semana passada já foram desativadas. De acordo com a Polícia Militar de Sergipe (PM/SE), cerca de 20 profissionais trabalham nos locais e o remanejamento de pessoal já foi feito. A interdição aconteceu depois de inspeção realizada pela Defesa Civil no dia 28 de fevereiro a pedido da Associação dos Militares de Sergipe (Amese) que alertou o órgão para o risco de desabamento no local.

“Recebemos na quinta-feira passada (14) a notificação da Defesa Civil recomendando que as áreas em que ficam o Comando do Interior, PM3 e a Capelania fossem desativadas e afixados avisos de interdição. A área já está totalmente desativada e sinalizada como foi solicitado”, afirma Major Fábio Machado, assessor de comunicação da PM.

Ofício da Defesa Civil atesta denuncia feita pela Amese (foto: Divulgação da Amese)

Ainda segundo o Major, há um projeto feito pela corporação para que sejam feitos os reparos no prédio que foi construído no início do século XX. “Estamos aguardando a tramitação desse projeto. O prédio é tombado pelo Patrimônio Cultural, então, existe toda uma burocracia, é preciso fazer todo o processo licitatório para contratar uma empresa especializada para fazer as intervenções necessárias”, explica.

Entenda

O pedido de inspeção do Quartel Geral foi feito pela Amese,  que encaminhou dois ofícios a Defesa Civil informando que a estrutura do local está fragilizada, há rachaduras e risco de desabamento. A Defesa Civil encaminhou ofício para Amese informando que a inspeção feita no quartel no dia 28 de fevereiro e constatado os problemas e riscos apontados pela entidade, e pedida a interdição das áreas de risco e a sinalização dos locais, de modo a impedir o acesso ao prédio. O Comando Militar foi notificado no dia 14 de março, quinta-feira passada.

Por Karla Pinheiro

Comentários