Quatro pessoas são indiciadas por aplicar golpes junto com casal

No total, o valor do prejuízo se aproxima de R$1 milhão (Fotos enviadas pela SSP/SE)

Quatro pessoas – parentes do casal preso em Aracaju por estelionato – foram indiciadas pela Polícia Civil acusadas de praticar golpes milionários. Todos atuavam com a venda de cursos, em que convenciam as vítimas a fazer apostas e investimentos dos quais nunca tiveram retorno. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) nesta terça-feira, 28.

Os parentes do casal são de outros estados do país e estão sendo procurados pela Polícia Civil de Sergipe para que possam ser ouvidos e prestar depoimentos que auxiliem nas investigações. Várias vítimas de Sergipe e de outros estados procuraram a Polícia Civil logo após a divulgação da prisão.

De acordo com SSP, até o momento. calcula-se que o prejuízo causado pelos golpes apenas com pessoas de Sergipe chegue a R$ 700 mil. Com vítimas de outros estados, o valor se aproxima de R$ 1 milhão.

As investigações continuam e a delegada Maria Pureza, da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC), solicita que outras vítimas procurem a Delegacias para prestar esclarecimentos e fazer boletins de ocorrência.

A delegada também solicitou bloqueio das contas e patrimônio do casal em torno de R$ 665 mil no intuito de tentar ressarcir as vítimas.

Entenda o caso

Um homem e uma mulher foram presos acusados de golpes milionários em uma plataforma online. O casal atuava com a venda de cursos e convenciam as vítimas a fazer apostas e investimentos dos quais nunca tiveram retorno. A ação policial foi divulgada nesta sexta-feira, 24.

Segundo a Polícia Civil, o casal ostentava uma vida luxuosa nas redes sociais e utilizaram de parceria com um influenciador digital para divulgar sua plataforma, garantir credibilidade e angariar mais investimentos.

Com informações da SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais