Realizada a última audiência do caso Manuleke

0
Advogado Aurélio Belém: "Audiência foi muito boa" (Fotos: Portal Infonet)

Aconteceu no início da tarde desta quarta-feira, 8, no Fórum Gumersindo Bessa, a última audiência de instrução no caso em que o jovem africano Daniel Manuleke é acusado pelo crime de estupro contra uma adolescente durante um retiro evangélico [no Carnaval de 2013], no município de Itaporanga D’Ajuda. Todas as testemunhas já foram ouvidas.

“A audiência de instrução foi muito positiva, todas as testemunhas do caso já foram ouvidas e o próximo passo será o depoimento de Daniel Manuleke, que ainda não tem data marcada”, ressalta o advogado do acusado, Aurélio Belém acrescentando que o cliente será ouvido no Fórum de Itaporanga D'Ajuda.

De acordo com ele, Daniel Manuleke ainda não conseguiu se recuperar das acusações. “Ele voltou a estudar, tá tentando seguir a vida. A questão maior agora é o preconceito, pois se ele já carregava o preconceito da cor e raça, agora tem o da Aids”, destaca o advogado.

Almir Santana: "Fui intimado como testemunha"

Entre as testemunhas que foram ouvidas nesta quarta-feira, estão a mãe adotiva de Manuleke, Ana Débora Santana e o médico do Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids da Secretaria de Estado da Saúde, Almir Santana.

“Eu fui intimado como testemunha porque à época dei algumas entrevistas à mídia, preocupado com informações dando conta de que por Manuleke ter Aids, teria contaminado a garota. Meu objetivo foi diminuir o impacto com relação à menina [por causa do preconceito], quanto à uma possível contaminação pelo vírus HIV, o que se confirmou posteriormente que ela não foi contaminada”, explica Almir Santana.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais