Recrutas sergipanos participam de policiamento na capital baiana

0

Enquanto em Salvador e em todo o Estado da Bahia debate-se sobre a greve das polícias Civil e Militar, o nosso Estado vai sofrendo o reflexo da quebra de braço do governo estadual com os militares.
Mais de uma centena de recrutas sergipanos, do 28º BC, participam do policiamento na capital baiana, enquanto perdura a greve.
Alguns horários de ônibus, principalmente à noite e de madrugada, foram suspensos, devido ao clima de violência reinante em Salvador.
Nos dias em que o Banco Central autorizou o fechamento da rede bancária, o sergipano, não mais que de repente, viu-se sem a compensação de cheques. É que o trabalho, feito pelo CESEC do Banco do Brasil em Salvador também teve que ser parado em função do elevado número de assaltos a agências bancárias.
Na 2ª feira, a situação se regularizou e já ontem os cheques depositados em contas correntes estavam compensados.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais