Reformas aqui, ali e acolá

0

É tempo de reforma. O presidente Lula diante da demissão de Carlos Lessa do Banco Nacional do Desenvolvimento – BNDES -, deflagrou um processo de reforma ministerial para dar maior agilidade ao Governo. Se a equipe econômica é imutável, a área social está precisando de ajustes – e tem até cargo vago: a responsável pelo programa Bolsa Família, Ana Fonseca, foi demitida a semana passada.

No que concerne ao Estado, o governador João Alves Filho tem dito a amigos que fará uma reforma no secretariado, com vistas a preparar ao governo para “o ano difícil de 2005, que precede as eleições gerais de 2006”. Aliás, o governador não promete tão somente uma reforma do secretariado, mas algo mais profundo, atendendo a estudos da Fundação Dom Cabral, que já estariam em seu poder.

Já o prefeito Marcelo Déda reforma a atual equipe para abrigar aliados das últimas eleições. Alguns cargos não devem ser mexidos, mas umas três ou quatro pastas trocarão de mãos. Como, por exemplo, a Secretaria de Educação e a Fundação Cultural Cidade de Aracaju.

 

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais