Relatório sobre queda de aeronave será conhecido em quatro meses

0

As causas do acidente podem ser conhecidas em quatro meses
O acidente com um helicóptero registrado em dezembro do ano passado, nas proximidades do kartódromo da capital, está sendo investigado pelo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa II), localizado em Recife.

De acordo com o coronel responsável pela investigação, José Roberto Mendes, o relatório com as informações básicas sobre o acidente, dados da aeronave e documentação dos tripulantes já foi enviado para o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), situado em Brasília.

O coronel deixou claro que neste primeiro momento não é possível apontar a causa do acidente. O processo de investigação cumpre três etapas que incluem a entrega do relatório da documentação, o que já foi feito; a conclusão da investigação, que pode ser feita no prazo de um ano, e a análise final feita pelo Cenipa. “Este será o relatório final e conclusivo, onde o órgão analisa se mantém ou modifica o que foi enviado, ou ainda se acrescenta alguma outra informação”, lembra o coronel.

A turbina da aeronave comercial da Fly One Táxi Aéreo, de prefixo PR-HQB, que foi enviada ao Rio de Janeiro, ainda não foi periciada. A informação é que a análise pode determinar as causas do acidente que tirou a vida do comandante Dionysio Bomfim e de ter ferido o co-piloto Yves Monte Costa. “A previsão é que o resultado seja encaminhado a Cenipa em quatro ou cinco meses. Esse acidente está sendo investigado com prioridade por conta da repercussão”, diz.

Acidente

O acidente ocorreu no dia 21 de dezembro de 2010, quando a aeronave comercial da Fly One Táxi Aéreo, de prefixo PR-HQB, em vôo de rotina, caiu em um terreno da Universidade Federal de Sergipe (UFS), nas proximidades do antigo kartódromo de Aracaju, com duas pessoas a bordo. Dionysio Bomfim, piloto da Fly One, era o comandante deste vôo, que tinha como co-piloto Yves Monte Costa. Após chegar ao hospital o Comandante Bomfim faleceu. 

Por Kátia Susanna 

Comentários