Representante de funcionários do Ipes faz denúncias

0

O representante dos funcionários do Ipes-Saúde, o médico Marco Aurélio, disse hoje que a situação do Ipes é bastante preocupante, principalmente na questão da possível queda de qualidade nos serviços do Instituto. “O serviço ainda é o maior e o melhor de todos. Temos 150 mil pessoas entre segurados e dependentes e nenhum deles pode ser desvalorizado. Temos que alertar que o que se desconta para a saúde é apenas 4% do salário do servidor. O total da arrecadação mais o que o Estado repassa é de R$ 3 milhões. Mas hoje vem ocorrendo uma série de descontos no plano”, disse ele. “Nós não queremos que o Ipes se torne um ´SUS melhorado´. Sempre prezamos pelo bom atendimento no plano. A Trevisan Consultores, que veio de São Paulo, elaborou um plano que levariam o Ipes a se parecer com o Sistema Único de Saúde e sugere a modificação de pontos cruciais”, comentou. A consultoria sugeriu mudanças como a transferência dos exames ambulatoriais das clínicas particulares para as unidades públicas; fechamento do sistema de urgência e das unidades do interior; descredenciamento das clínicas conveniadas, entre outros. O Conselho Administrativo já aprovou essas decisões. Um fato foi comentado durante o pronunciamento de Marco. O governador João Alves Filho denunciou há algum tempo o abuso de alguns médicos dentro do Ipes, ao que o médico atribuiu o fato como um mau gerenciamento do Instituto. Ipes Saúde não será privatizado

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais