Resolução sobre uso da “cadeirinha” começa a valer no dia 9

0

Modelo de cadeirinha que custa R$ 270, mas preço pode chegar a R$ 600
Na próxima quarta-feira, dia 9, começa a vigorar a resolução 277/2008 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que obriga todos os carros de passeio que realizam o transporte de crianças com menos de sete anos e meio de idade a utilizar a cadeirinha ou o ‘Bebe Conforto’.

De acordo com a resolução, as crianças entre zero e um ano de idade têm de ficar no banco de trás do carro dentro do ‘Moisés’ ou ‘Bebê Conforto’. Para crianças entre um e quatro anos, deve ser feito o uso da cadeirinha. Já as crianças de quatro a sete anos e meio têm que usar o assento de elevação. Todos os equipamentos são fixados pelo cinto de segurança.

Uma questão na qual os pais devem ficar atentos é que todo equipamento deve ter o selo do Inmetro que atesta a qualidade do produto. O motorista do veículo que não obedecer a obrigatoriedade será autuado por infração gravíssima no código de trânsito que prevê multa no valor de R$ 191,54, além da perda de sete pontos na carteira.

Na loja de Jorge Barreto o estoque já esgotou
Em Aracaju, a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) vem realizando uma campanha educativa na porta das escolas da capital. Segundo o diretor de trânsito da SMTT, Major Paiva, houve um prazo para que a população se adequasse. “A regulamentação da resolução aconteceu em 2008, mas houve um prazo de 730 dias para que a população se adequasse. A prefeitura está na terceira semana da campanha de educação na porta das escolas de Aracaju, inclusive entregando panfletos informativos e realizando o trabalho de orientação”, contou.

De acordo com o diretor da SMTT, a legislação exime os táxis, ônibus e transporte escolar da obrigação. “Essa preocupação deveria partir dos pais, é imprescindível a segurança, a questão da multa é secundária”, ressaltou.

Procura

Com a ve

Mozaque Santos disse que em sua loja não deve faltar o produto
iculação na mídia da resolução do Contran, a procura pelas cadeirinhas e ‘Bebe Conforto’ aumentou nas lojas especializadas. Os preços variam entre R$ 70 para os assentos e podem chegar a mais de R$ 600 para o “Bebe Conforto” e cadeirinha.

De acordo com Jorge Barreto, que é proprietário de uma loja para crianças no centro da cidade, o estoque do equipamento está esgotado. “O representante disse que a previsão de entrega é somente no mês setembro. Até abril eu tinha no estoque, quando eu tentei repor não tinha mais para vender, a procura realmente cresceu muito”, informou.

O vendedor Mozaque Santos Nascimento, contou que a loja realizou o pedido antes do anúncio da obrigatoriedade. “As vendas já eram constantes antes e agora a procura aumentou bastante. Como a gente já tinha feito o pedido antes da lei entrar em vigor não vai ter o problema da falta do produto”, afirmou.

Pouco tempo

O vereador Valdir Santos (PTdoB), na manhã desta segunda-feira, 31, criticou a regulamentação do Contran. Sobre a nova regra, onde crianças de até sete anos e meio devem ser transportadas no banco traseiro em cadeirinhas, o parlamentar disse que ela é válida até certa idade por medidas de segurança.

“Ao invés de impor, deveriam realizar campanhas de conscientização. Os condutores dos veículos foram pegos de surpresa. A resolução impõe que os motoristas tenham que comprar as cadeirinhas, quando primeiro deveriam ser realizadas campanhas, para depois cobrar dos motoristas”, falou.

Por Bruno Antunes

Comentários