Resolução sobre uso da “cadeirinha” começa a valer no dia 9

0

Modelo de cadeirinha que custa R$ 270, mas preço pode chegar a R$ 600
Na próxima quarta-feira, dia 9, começa a vigorar a resolução 277/2008 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que obriga todos os carros de passeio que realizam o transporte de crianças com menos de sete anos e meio de idade a utilizar a cadeirinha ou o ‘Bebe Conforto’.

De acordo com a resolução, as crianças entre zero e um ano de idade têm de ficar no banco de trás do carro dentro do ‘Moisés’ ou ‘Bebê Conforto’. Para crianças entre um e quatro anos, deve ser feito o uso da cadeirinha. Já as crianças de quatro a sete anos e meio têm que usar o assento de elevação. Todos os equipamentos são fixados pelo cinto de segurança.

Uma questão na qual os pais devem ficar atentos é que todo equipamento deve ter o selo do Inmetro que atesta a qualidade do produto. O motorista do veículo que não obedecer a obrigatoriedade será autuado por infração gravíssima no código de trânsito que prevê multa no valor de R$ 191,54, além da perda de sete pontos na carteira.

Na loja de Jorge Barreto o estoque já esgotou
Em Aracaju, a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) vem realizando uma campanha educativa na porta das escolas da capital. Segundo o diretor de trânsito da SMTT, Major Paiva, houve um prazo para que a população se adequasse. “A regulamentação da resolução aconteceu em 2008, mas houve um prazo de 730 dias para que a população se adequasse. A prefeitura está na terceira semana da campanha de educação na porta das escolas de Aracaju, inclusive entregando panfletos informativos e realizando o trabalho de orientação”, contou.

De acordo com o diretor da SMTT, a legislação exime os táxis, ônibus e transporte escolar da obrigação. “Essa preocupação deveria partir dos pais, é imprescindível a segurança, a questão da multa é secundária”, ressaltou.

Procura

Com a ve

Mozaque Santos disse que em sua loja não deve faltar o produto
iculação na mídia da resolução do Contran, a procura pelas cadeirinhas e ‘Bebe Conforto’ aumentou nas lojas especializadas. Os preços variam entre R$ 70 para os assentos e podem chegar a mais de R$ 600 para o “Bebe Conforto” e cadeirinha.

De acordo com Jorge Barreto, que é proprietário de uma loja para crianças no centro da cidade, o estoque do equipamento está esgotado. “O representante disse que a previsão de entrega é somente no mês setembro. Até abril eu tinha no estoque, quando eu tentei repor não tinha mais para vender, a procura realmente cresceu muito”, informou.

O vendedor Mozaque Santos Nascimento, contou que a loja realizou o pedido antes do anúncio da obrigatoriedade. “As vendas já eram constantes antes e agora a procura aumentou bastante. Como a gente já tinha feito o pedido antes da lei entrar em vigor não vai ter o problema da falta do produto”, afirmou.

Pouco tempo

O vereador Valdir Santos (PTdoB), na manhã desta segunda-feira, 31, criticou a regulamentação do Contran. Sobre a nova regra, onde crianças de até sete anos e meio devem ser transportadas no banco traseiro em cadeirinhas, o parlamentar disse que ela é válida até certa idade por medidas de segurança.

“Ao invés de impor, deveriam realizar campanhas de conscientização. Os condutores dos veículos foram pegos de surpresa. A resolução impõe que os motoristas tenham que comprar as cadeirinhas, quando primeiro deveriam ser realizadas campanhas, para depois cobrar dos motoristas”, falou.

Por Bruno Antunes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais