Reunião com Secretário da Fazenda esvazia sessão da AL

0

Por conta da uma reunião com o Secretário da Fazenda, Sr. Gilmar Mendes, na sala das comissões, a Assembléia Legislativa não teve quorum para abrir a sessão ordinária de ontem. Foi lavrada, então, ata negativa.

Na sala das comissões, o Secretário expôs a real situação financeira do Estado, de acordo com números levantados pela Secretaria da Fazenda até 31 de dezembro último. O tópico que causou maior polêmica foi quanto ao comprometimento da receita corrente líquida com pessoal.

O Secretário revelou que o poder executivo gastou no ano passado R$ 947 milhões com o pessoal, chegando a 37,34% da receita. O limite prudencial é de 46,55% e o limite legal 49%. No total, incluindo os três poderes, mais o Ministério Público, o governo gastou cerca de R$ 1,2 bilhões, comprometendo 48,97% da receita, quando o limite prudencial é de 57% e o limite legal 60%.

Por conta disso, m
uitos deputados argumentaram que o governo do Estado tem condições de dar um aumento ao funcionário público estadual.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais