Edvaldo discute a inclusão de Aracaju na rota dos cruzeiros marítimos

0
(Foto: Marcelle Cristinne/PMA)

O prefeito Edvaldo Nogueira participou, na noite desta quarta-feira, 15, de uma reunião na Capitania dos Portos, para discutir a viabilidade de inserir Aracaju no roteiro de cruzeiros marítimos da costa brasileira. O encontro, que reuniu empresários que atuam na área, representantes do setor turístico, além de secretários municipais e estaduais, abordou infraestrutura, capacidade de recepção, condições do porto de Sergipe, além dos atrativos turísticos da cidade.

O presidente da Associação de Cruzeiros Marítimos (CLIA), Marco Ferraz, fez uma explanação sobre o funcionamento do setor, apontando a necessidade de ampliação das rotas existentes no país. Ele também destacou os números que comprovam a pujança do mercado. De acordo com ele, na temporada 2017/2018, sete navios operaram na costa brasileira, transportando 418 mil cruzeiristas. O total dos impactos econômicos diretos, indiretos e induzidos foi de R$ 1,792 bilhão. Além disso, o setor gerou 28 mil empregos diretos.
Os empresários Renê Hermann, da Costa Cruzeiros, e Márcia Leite, da MSC Cruzeiros, também expuseram o interesse de poder contar com a inserção de Aracaju na programação de seus cruzeiros, ressaltando que a capital sergipana e demais cidades turísticas do Estado podem se tornar uma grande novidade nos roteiros.
O prefeito ficou muito satisfeito com a reunião e colocou a gestão municipal à disposição para as tratativas para efetivação do projeto. “Estou muito feliz com esta reunião, por isso fiz questão de vir e trazer os secretários, pois considero a possibilidade de inserção de Aracaju na rota dos cruzeiros de grande importante. É um projeto que interessa muito a todos nós. De modo que já assumo aqui o compromisso de envidar os esforços necessários para incluir Aracaju neste roteiro”, afirmou Edvaldo.
Ele destacou que Aracaju é uma cidade planejada, de fácil locomoção e já foi considerada a capital da qualidade de vida do Brasil, de modo que possui todas as condições para atrair e receber bem os cruzeiristas. “Sabemos que o Turismo, além de ser o alimento da alma das pessoas, é um instrumento de geração de emprego, renda e desenvolvimento”, reiterou.
Ao final do encontro, ficou estabelecido que novas reuniões serão realizadas para encaminhamento das discussões e realização de estudos para a definição da inclusão de Aracaju na rota dos cruzeiros. “Vocês terão de nós a mais completa receptividade e o esforço necessário para Aracaju ser inserida no roteiro”, disse Edvaldo aos empresários.
Fonte: PMA
Comentários