Reunião discute sinalização do aeroporto

0

Reunião no MPF tentou resolver impasse entre as três partes
Para tentar solucionar um dos entraves a respeito da sinalização e fiscalização no Aeroporto de Aracaju, representantes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), da Infraero e da cooperativa de táxis que atua no local, a Comtaju, estiveram reunidos na manhã desta segunda-feira, 27, no Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE). A reunião, no entanto, parece não ter sido suficiente para resolver de vez os impasses entre as partes.

Os taxistas da Comtaju continuam cobrando a SMTT quanto à fiscalização do trabalho feito pelos taxistas ‘bandeirinhas’ no local. A SMTT alega, por sua vez, que apenas fiscalizar a atuação dos taxistas está aquém das responsabilidades do órgão. Para que haja algum agente de trânsito na área, o órgão municipal faz questão de reorganizar toda a sinalização do local.

Para major, a SMTT precisa readequar a sinalização para fiscalizar
De acordo com o coordenador de Trânsito da SMTT, Major Paiva, o aeroporto precisa de um estacionamento público, criação de vagas para os táxis bandeira e para os ônibus receptivos, readequação das faixas, dentre outras mudanças. “Só podemos fiscalizar se pudermos readequar toda a sinalização”, afirma Major Paiva. Segundo ele, a Infraero alega que a área do aeroporto é de domínio federal, portanto caberia à empresa a sinalização no local.

Após a reunião, ficou decidido que no próximo encontro, marcado para o dia 5 de agosto, a SMTT deve entregar um croqui com um novo projeto de sinalização para o aeroporto. “Se a Infraero estiver de acordo com o projeto, as mudanças, então, poderão ser feitas pelo órgão municipal”, disse o presidente da Infraero, Luiz Bittencourt.

Projeto da SMTT precisa de aprovação da Infraero
Este novo encontro pode acabar de vez com o impasse e possibilitar que a SMTT tenha total influência naquela área, ou protelar ainda mais as discussões entre o órgão municipal, a Infraero e os taxistas.

Histórico

Em abril deste ano, uma liminar expedida pela Justiça Federal pôs fim ao monopólio dos taxistas da Cooperativa Mista do Aeroporto de Aracaju (Comtaju), e possibilitou aos taxistas ‘bandeirinhas’ atuarem no local. Desde então, os membros da Comtaju vêm reclamando uma maior fiscalização no local, por parte da SMTT.

A SMTT diz que pretende continuar fiscalizando não só a atividade dos taxistas, mas todo o trânsito da área. Por isso, escolheu o último dia 21 para começar a readequação da sinalização no local. Mas ao chegar ao aeroporto para começar a atividade, o órgão público foi impedido pela Infraero de realizar o serviço.

Por Helmo Goes e Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais