Rio Poxim: descarte de lixo tem causado morte de peixes  

0
Geladeiras foram encontradas às margens do rio (Foto: Portal Infonet)

O descarte de materiais a exemplo de garrafas pets, sacos plásticos e até geladeiras tem causado a morte de peixes em um dos mais importantes rios de Sergipe: o Rio Poxim. A causa da mortandade dos peixes no trecho do rio no bairro Inácio Barbosa, próximo à praça Monteiro Lobato foi confirmada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), que realizou uma fiscalização no local na última sexta-feira, 6.

A situação tem gerado desconforto por parte dos moradores do bairro, que lamentam a situação. A Sema afirma que irá reforçar a fiscalização no local para coibir este tipo de prática e ressalta que já vem realizando diariamente fiscalizações no que se refere ao descarte irregular de resíduos, por toda Aracaju, inclusive em pontos considerados viciados, onde os próprios moradores, veículos e carroceiros realizam o descarte incorreto.

Ainda de acordo com a Sema, será realizada uma ação conjunta com a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), para a retirada dos resíduos sólidos às margens do rio; assim como encaminhar o relatório de fiscalização à Superintendência de Recursos Hídricos (SRH) para que realize a análise da água do rio. Assim, haverá conclusões mais precisas sobre o que, de fato, acarretou na mortandade dos peixes. Em casos de denúncias de flagrantes de descarte irregular de lixo, a população pode entrar em contato com a Sema pelo tel. (79) 3225-4178.

Segundo o diretor operacional da Emsurb, Bruno Moraes, a Emsurb realiza limpeza de cinco a dez dias no local, inclusive a equipe está programada para ir tanto ao local citado na matéria, quanto em outros pontos da capital.

Confira a matéria completa no vídeo

por Yago de Andrade e Karla Aragão

*matéria alterada às 08h47 do dia 11 de julho para acréscimo de informações disponibilizadas pela Sema
Comentários