Rodoviários decidem não entrar em greve

0
A categoria decidiu que ainda não irá deflagrar greve (Fotos: Portal Infonet)

Os rodoviários de Aracaju rejeitaram a contraproposta apresentada pela classe patronal. A decisão foi tomada mediante assembleia realizada nesta terça-feira, dia 25, na loja maçônica no conjunto Leite Neto. A categoria pede o reajuste salarial de 16%, aumento de 20% no valor do ticket alimentação, além da redução da carga horária para seis horas.

Apesar da rejeição, a greve ainda não foi deflagrada já que de acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Aracaju (Sintra), Miguel Belarmino, há um interesse da classe patronal em negociar com a categoria.

“A classe patronal ofereceu 5,39% em abono salarial durante 180 dias, mas os rodoviários não aceitaram. Como a gente está vendo que o Setransp quer negociar, amanhã [26] vamos pedir a Superintendência do Trabalho uma mediação para tentarmos avançar nas negociações”, informa.

Miguel Belarmino diz que greve pode acontecer

Ainda segundo Miguel Belarmino, caso a mediação não ocorra, uma greve poderá acontecer. “Acredito que até a segunda já teremos uma resposta quando ocorrerá a mediação, mas caso não haja, não iremos fazer assembleia, em 72 horas avisaremos quanto ao início da greve”, diz.

Caso a greve seja anunciada, a previsão do Sindicato é que ela ocorra já nas primeiras semanas do mês de abril.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários