Rua da Cultura expõe a veia artística de Sergipe

0

A Rua da Cultura – projeto idealizado pela Cia. de Teatro Stultífera Navis – que teve início na noite dessa segunda-feira, dia 30, foi um grande sucesso. A concentração de artistas de diversos segmentos da cultura sergipana possibilitou um encontro de contemporâneos e anônimos, todos em prol da arte. Roupas em estilo hippie; quadros, esculturas, grupos de danças, teatro, dentre outras manifestações, fizeram parte da primeira Rua da Cultura, que foi um ponta-pé para quem quer sair do anonimato, como é o caso do artista plástico Valtenis Augusto. Ele, que há dois anos esculpi, encontrou na Rua sua mais nova vitrine. “Este é um dos primeiros eventos culturais que estou participando. Já mostrei minha arte em Salvador, no Mercado Modelo. Achei isso aqui muito bom. Agora eu vou poder divulgar meus trabalhos todas as segundas-feiras. Esta também é uma boa opção para o turista chegar e ter um ponto para fazer uma visita”, diz o artista, que tem como fonte de inspiração para as suas peças o cotidiano das pessoas simples, como uma gestante que descansa sobre um batente, ou um mendigo abandonado à procura de um lugar para guardar seu saco de roupas. Outro artista que andou fazendo sucesso na Rua da Cultura foi o artista plástico André Levi, que há três anos trabalha com arte em cera, trabalho que, segundo ele, lhe dá o sustento. “Isso vai dar para tocar para a frente, levando uma vida honesta e vivendo da arte reconhecida. Através do meu trabalho, em incógnita e oculto, você vai saber quem eu sou através do nada”, diz ele. Saiba mais sobre a Rua da Cultura.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais