Samarone deixa o PT

0

Não chegou a ser exatamente uma surpresa, mas o fato é que o pedido de desligamento do vereador Antônio Samarone deixa um gosto amargo na boca dos petistas. Filiado ao Partido dos Trabalhadores desde a sua fundação, o vereador entrou em rota de colisão com o prefeito Marcelo Déda, uma vez passadas as eleições do ano passado. O interessante no “imbróglio” é que Déda, embora negligenciando outros candidatos, apoiou Samarone para deputado federal mas não logrou colocá-lo na Câmara. Ao fechamento das urnas, seguiu-se uma série de desacordos entre Samarone, que inclusive votou contra vários projetos do prefeito Marcelo Deda. Pedindo desfiliação, Samarone diz sentir-se livre para fazer as críticas que achar conveniente ao prefeito da cidade. Não revelou, porém, para qual partido irá. É uma decisão que tem que ser tomada até os primeiros dias de outubro. Ele tem que estar filiado a um partido político um ano antes das próximas eleições, se quiser, naturalmente, ser candidato à reeleição.

Comentários