Santana do São Francisco apresenta mega projeto voltado para o turismo

0

Artesanato é o forte da região
O prefeito de Santana do São Francisco, Ricardo Roriz, apresentou na última sexta-feira, 23, um mega projeto voltado para o turismo a um grupo de empresários do setor e técnicos da Emsetur. O projeto composto por orlas, melhorias de infraestrutura no centro da cidade, mudanças na entrada, pórticos, calçadões e a denominada Vila do Artesão destina-se a transformar a cidade num balneário de lazer, com o intuito de ser um dos principais polos turísticos do Estado.

Ricardo Roriz aposta que a cidade tem tudo para ser um balneário de entretenimento, pois poderá unir o polo ceramista com as belezas naturais do rio São Franscico, através de uma boa estrutura e condições adequadas para receber bem turistas mais exigentes. “Traremos o turista para curtir as belezas naturais e depois mostraremos o processo de fabricação da cerâmica”, ressalta.

Ele mostrou que a Vila do Artesão assinada pelo arquiteto Eduardo Carlos Magno é um mega projeto criativo e inovador que custará em torno de R$ 8 milhões, contando com 120 casas nas quais morarão os artesãos da cidade, galpões de processamento do barro, espaços de comercialização, restaurantes, espaços para eventos, uma escola técnica em artesanato e cerâmica, além de áreas urbanizadas.

Roriz recebeu visitantes na última sexta para conhecerem o projeto  
Para completar a infraestrutra turística, está projetada uma orla de mais de 5km, que ligará o povoado Saúde à Santana do São Francisco através de calçadões, ciclovias, restaurantes, atracadouros e bares. “A rodovia já está em fase inicial e a previsão é que terminemos ainda este ano para começarmos a orla. Precisamos também atrairmos parceiros, pois já temos uma área para hotéis”, ressalta o prefeito, afirmando que o projeto conta com a simpatia de políticos da esfera executiva e legislativa estadual e federal.

Visita técnica

O presidente da Emsetur, José Roberto, juntamente com técnicos da empresa e empresários do setor ouviram atentamente a apresentação do projeto e em seguida fizeram uma visita técnica a ceramistas da cidade.

Eles conheceram o fabrico de filtros, cerâmicas figurativas e utensílios de cozinhas, além de visitar o Mercado Central de Artesanato, onde cerca de  67 artesãos comercializam suas artes. Também participaram de uma visita a prainha da Saúde

Quanto ao projeto, ele acredita que roteiros diferenciados são bem-vindos já que há pontos de saturação dos roteiros tradicionais do Estado. “Temos outros roteiros que podem agregar, inclusive, ao roteiro da Foz do São Francisco”, ressalta.

Hamilton Nascimento, proprietário da empresa Nozes Tur, acredita que se o mega projeto sair do papel será a redenção da economia do Baixo São Francisco. “Não será somente bom para Santana do São Francisco, mas para todo o Baixo São Francisco, pois outros prefeitos se espelharão e poderá criar uma mega estrutura de Propriá até Brejo Grande. O caminho é este”, aposta o empresário.

Por Silvio Oliveira (colaborador)

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais