Secretaria cobra para lançar livro

0

Há algum tempo sem aprontar algo, o Secretário de Cultura, sr. José Carlos Teixeira, voltou a aparecer. A escritora Wilma Ramos foi a vítima.

Ela escolheu o foyer do Teatro Tobias Barreto para fazer o lançamento da sétima edição do seu livro “Não morda a língua”. A Secretaria de Cultura negou-se a ceder o local, se não fosse paga uma taxa de R$ 500,00. Mas, tal fato não foi comunicado à escritora. A uma hora do lançamento do livro, o diretor do teatro recebeu a ordem de fechar o teatro, causando constrangimento a autora.

Quem a salvou do aperto foi a primeira dama do Estado, d. Maria do Carmo Alves, que “coçou” o bolso e mandou pagar os quinhentos reais, em dinheiro vivo – a Secretaria não recebe em cheque. Agora, responda rápido prezado leitor: é assim que o governo do Estado colabora com a nossa Cultura? Esse Secretário não toma jeito mesmo.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais