Sefaz e servidores tentam acordo

0

Foto: Ascom
O secretário de Estado da Fazenda, João Andrade Vieira, recebeu no final da tarde desta terça, 4, representantes da Associação dos Servidores Técnicos e Administrativos da Secretaria da Fazenda (Asta/Sefaz) e do Sindicato dos Trabalhadores nos Serviço Público do Estado de Sergipe (Sintrase) para conversar sobre as reivindicações salariais da categoria e a arrecadação estadual.

A reunião serviu para o secretário manter um contato mais estreito com os dois sindicatos e consolidar uma relação de confiança entre as partes. “Entendemos que algumas vezes é difícil mantermos uma agenda de conversação em função de várias circunstâncias, mas com a conversa que tivemos espero tornar este tipo de encontro mais freqüente”, disse João Andrade.

Durante a reunião, o secretário falou sobre o comportamento da receita estadual neste primeiro semestre do ano e destacou as dificuldades que a secretaria vem enfrentando para equacionar as demandas de reajuste salarial que tem recebido. “O momento financeiro torna qualquer tipo de intenção de reajuste inviável. Temos as projeções que indicam para um limite perigoso quanto aos gastos com a folha do funcionalismo estadual. O que está sendo feito neste segundo semestre é conter ao máximo o crescimento da folha e adotar em medidas que reduzam os gastos do Estado”, contou.

Ele explicou que no princípio de junho do ano passado foi instituída a Gratificação de Apoio à Atividade Fazendária (GFAZ) aos servidores públicos do quadro permanente de pessoal e que foi uma iniciativa para reconhecer o exercício da profissão, o que traduz em ganhos para a categoria.

Assembleia

Na manhã desta quarta-feira, 5, os servidores realizam uma assembleia na sede da Sefaz para  analisar o resultado da última reunião com o secretário e definir os próximos passos da categoria.


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais