Segurança de shows e eventos é discutida em Aracaju

0

Representantes de diversos órgãos discutem medidas de segurança em festas (Fotos: Portal Infonet)
Uma audiência sobre a segurança de shows, festas e eventos em Aracaju envolveu diversos órgãos na manhã desta segunda-feira, 19, no Ministério Público Estadual. Na oportunidade foi discutida a necessidade de serem disciplinados os eventos públicos e privados realizados em Aracaju. Para realização de qualquer evento, deve ser montando um projeto que atenda a condições como liberação do espaço, poluição sonora, segurança, serviço de emergência, através do SAMU, estrutura e condições sanitárias.

O representante do Corpo de Bombeiros informou que para liberação de qualquer evento, público ou privado, os organizadores dos eventos deverão apresentar um projeto contra incêndio com antecedência de 30 dias. Já antes da realização de cada evento, uma vistoria será realizada com 48 horas de antecedência e caso for realizado em locais que impeçam livre circulação de pessoas e veículos, a vistoria será de 24 horas de antecedência.

Já o representante da Polícia Militar disse que disponibilizará policiamento ostensivo para os eventos, mediante prévia vistoria das instalações dos estádios, ginásios, teatros ou locais outros onde serão realizados, através de relatório pertinente, devendo os organizadores do evento, solicitar o emprego de policiamento ostensivo no prazo de 30 dias.

 

Promotora afirmou que descumprimento das normas provocará interdição de shows.
Além disso, a EMSURB é responsável pela liberação do espaço público, a Emsetur pela área de eventos da Orla e a EMURB para os espaços privados. A expedição de licença definitiva será concedida após as vistorias do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe, Defesa Civil do Estado e do Município, e análise de segurança da Polícia Militar.

De acordo com a promotora Euza Missano, o descumprimento das condições do termo pode causar a interdição do evento que não estiver adequado. “Caso haja descumprimento das condições alinhadas no presente Termo, no que pertine aos órgãos de segurança poderá ocorrer a interdição do local, através de Termo de Interdição e Lacre, com comunicação imediata ao Ministério Público”, informou.

Com informações do Ministério Público Estadual

Comentários