Sem liminar, promotor diz que transposição do rio é certa

0

“A transposição do Rio São Francisco vai sair”. Esta foi a frase utilizada pelo promotor de Justiça Eduardo Matos ao comentar a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Sepúlveda Pertence, ter decidido, na última terça-feira, 19, pelo indeferimento de todas as liminares contra o projeto de transposição de parte das águas do rio São Francisco para o Nordeste Setentrional.

“O Supremo se manifestou contra as liminares e ele é a última instância. Judicialmente não temos como impedir”, explica o promotor que sempre esteve atuante contra a obra da transposição desde o início.

Eduardo Matos explica que o rio São Francisco está totalmente degradado e que estudos de ambientais informam ele não tem condições de ser a fonte para esta transposição, sem antes ter um trabalho sério de revitalização.

“Infelizmente o governo federal promete fazer esta transposição a qualquer preço. E o pior é saber que esta água não irá ajudar aos sertanejos que necessitam de água, mas sim, atender a agroindústria e a Carcinicultura”, ressalta.

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais