Semarh discute construção dos Planos de Bacias

0
(Foto: Ascom Semarh)

Na manhã dessa quarta-feira, 3, a equipe técnica da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) juntamente com o Grupo de Trabalho de Acompanhamento dos Planos de Bacias (GT) se reuniram no auditório da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para discutir o planejamento estratégico de modo a possibilitar a construção dos Planos de Bacia dos Rios Japaratuba, Sergipe e Piauí.

De acordo com Rosana Garjulli, da Consultoria Estudos e Projetos Ltda do Rio de Janeiro (Cohidro), a metodologia usada para a construção do Plano de Bacias será feita a partir de duas formas. A primeira, com a participação popular e a segunda com uma metodologia técnica que consiga por meio de um diagnóstico chegar as ações e intervenções das bacias hidrográficas.

“Iremos usar as duas metodologias. A parte técnica buscará as informações por meio de dados secundários, depois referendada através de audiências públicas onde a participação popular será garantida”, disse.

Para se chegar a essa participação popular Rosana destacou ainda que será feito um trabalho de mobilização que se inicia na ordem de serviço de contrato. “Temos profissionais que estão trabalhando nessas bacias. Duas na bacia do rio Sergipe, uma na bacia do Japaratuba e uma no Piauí”, citou, destacando que para garantir essa participação haverá oficinas técnicas, de planejamento e de consultas públicas que deverão ocorrer a cada momento do trabalho.

“Esse primeiro momento será feito no final de agosto, onde acontecerão as audiências públicas nas referidas bacias e em alguns municípios diferenciados. No segundo momento, quando tivermos o prognóstico iremos em outros municípios para promover essa discussão. Quando tivermos o plano propriamente dito, outros três municípios serão contemplados para absorção dessas consultas públicas”, finalizou.

Segundo o diretor de Departamento de Recursos Hídricos da Semarh, Pedro Lessa, os Planos de Bacias Hidrográficas são planos diretores, de natureza estratégica e operacional, que têm por finalidade fundamentar e orientar a implementação da Política Estadual de Recursos Hídricos compatibilizando os aspectos quantitativos e qualitativos do uso das águas, de modo a assegurar as metas e os usos neles previstos, na área da bacia ou região hidrográfica considerada.

Fonte: Ascom Semarh

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais